01/02/2018

Como sobrevivi ao TCC? Dicas para não se descabelar.

Morri sete vezes de ansiedade para fazer o TCC do que realmente fazendo ele. Escolhi falar sobre "Programação para Crianças" e duas coisas me amedrontavam  (1) ver amigos e histórias de reprovações na banca e (2) por estar fazendo várias coisas na mesma época. Quando chegou realmente a época de preparar o TCC percebi que não há nenhum bicho de 9 cabeças, que é muito fácil se você seguir as dicas que vou deixar aqui embaixo:


Dicas para não ser descabelar fazendo o TCCÃO!

Organização

Tive um ano para fazer meu TCC, um tempo ótimo e flexível para fazer um TCC de qualidade, não é? Porém acho que só consegui realmente terminar a tempo, porque organizei em etapas. Estabeleci um calendário de entregas para que no final do curso o trabalho de conclusão estivesse completo e revisado. Percebi que vários colegas de classe ficaram bem loucos nos últimos dias antes da entrega do trabalho, justamente por essa falta de planejamento e organização. Creio que esse foi o fator que mais me deixou tranquilo, porque fiz aos poucos e a cada entrega me sentia mais motivado a terminar.

Material

Quando falo material é tudo o que você vai usar: Marcador de texto. Impressora. Internet. Só. Mas na ordem inversa: na internet você vai procurar tudo relacionado ao seu tema, no meu caso, que era sobre "programação para crianças" pesquisei diversos tipos de conteúdo, como "como a tecnologia afeta as crianças", "efeitos positivos e negativos da tecnologia na infância", "como a programação pode ajudar no desenvolvimento pessoal". É importante procurar sempre por pesquisas fundamentadas e outros artigos acadêmicos, além de livros com o mesmo tema. Após encontrar o conteúdo que achou interessante, imprima tudo e comece a ler novamente grifando (com o marcador de texoto) as partes que achou mais interessante e partimos para o último passo da pesquisa, a colagem. 

Colagem

Essa etapa é recortar (literalmente) tudo o que marcou e estruturar como será seu trabalho, desde a introdução à conclusão (claro que essas partes você pode desenvolver da sua cabecinha). Com esses pequenos recortes irá montar um quebra cabeça monster-high. Após estruturar todo o trabalho, chegou o momento em reescrever tudo o que encontrou e achou interessante - essa é a etapa mais maçante, porque perceberá que precisará pesquisar mais para complementar as ideias e encontrar citações para fomentar ainda mais os argumentos.  

Sites legais

Durante o desenvolvimento do TCC recorri a alguns sites várias vezes, são eles:

Sinônimos: acho que esse foi um dos sites que mais utilizei, chega um momento em que você já escreveu tanto que necessita dizer as mesmas coisas de uma forma diferente, fazer o uso de sinônimos é a melhor coisa para evitar a repetição de palavras e um TCC monótono. 

Referência bibliográfica: nem aqui, nem lá na lua eu ia lembrar dos 19 tipos de referência que existem na ABNT, encontrei esse site quase em querer e ele salvou minha vida, podendo fazer qualquer tipo de referência apenas com o preenchimento de um formulário (amei?).

CopySpyder: por mais que o TCC seja algo baseado em outras pesquisas e estudos, não pode haver cópia integra (apenas citações, pelo amor de Jeová) de outros autores. O CopySpider é um programa que verifica se seu trabalho tem similariedade com outros trabalhos, com ele você consegue evitar que haja o que a banca considera ~o tão temido ~ plágio.



Essas foram as dicas que usei para a apresentação do meu TCC, que tirei 9.8 (orgulho da mamãe). Espero que te ajude e te acalme, porque o TCC nem é isso tudo o que parece. 

Um comentário

  1. que legal! adorei suas ideias :) obrigada por compartilhar com a gente!

    ResponderExcluir



2012 - 2018 © Sete Coisas.