// 16 Jul 2017

​ Não me diga que achou que eu iria ficar esperando você



Não me diga que pensou que meu amor permitiria que você fosse embora, fizesse a festa e voltasse. Em algum tempo da minha vida pensei que isso poderia acontecer, meu sentimento estava quente e lhe perdoaria sem dúvida, porque quando a gente ama é o isso que a gente faz, perdoa.

Você não retornou minhas ligações, nem respondeu meus e-mails, lhe digitei letra à letra meu sentimento, registrei em história. Me prendi a esperança de um dia te conquistar, que fosse suficiente para seu beijo selvagem, de te fazer voltar. E depois de alguns meses, você voltou. Voltou com sede ao pote, me chamando de amor, falando que fez a burrada do século e perdeu a pessoa maravilhosa que tinha conhecido. Foi um trunfo, você voltou.

Quando as expectativas sumiram, quando minha vida se ajeitou, quando cortei o cabelo, quando comecei a conhecer outra pessoa, você voltou. E eu me lembrei do quanto brincávamos, o quanto tinha compartilhado da minha vida com você e os segredos que enraizamos. Lembrei da menina que deixou meses atrás e também lembrei do meu sentimento por você. Você voltou quando eu já não mais esperava, quando eu já havia perdido a vontade de estar acompanhada por seu abraço, pelos dedos entrelaçados.

Mas você voltou na hora certa, quando precisei perdoa-lo para me sentir livre, o que já fazia meses que eu sentia. Você voltou na hora em que meu coração já não mais acelerava por você, que meus olhos não refletiam o mesmo brilho. E você voltar me fez bem, porque eu jamais acharia ultrapassaria o sentimento que senti por você. Percebi que a vida tem dessas coisas, pregar peças. Talvez você voltar não tenha sido muito bom também, afinal, não sobrou muito além do carinho e respeito.

  1. Anonymous19 July, 2017

    Therefore, people spend more time online.

    ReplyDelete
  2. Anonymous20 July, 2017

    Therefore, people need more day online.

    ReplyDelete