Resenha: "O garoto quase atropelado", de Vinícius Grossos

O garoto quase atropelado
Vinícius Grossos
Editora Faro, 2015
528 páginas
"Uma história inesquecível sobre adolescentes que escolheram acreditar no que sentiam. Você vai se emocionar" - Bruna Vieira, autora do Depois dos quinze.Um garoto sofreu com um acontecimento terrível.Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia.O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriria para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre!Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas.Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!
Existem livros e livros, alguns realmente nos prendem e nos fazem sentir coisas, sentimentos e torcer pelos personagens e alguns são apenas leituras que nos prendem. O livro do brasileiro me prendeu, por uma escrita bem elaborada, mas, a história em si me deixou um pouco calejado e choroso.

O livro de Vinícius Grossos é um desses livros que contém um pouco de vários livros e histórias, conseguimos perceber toque de "As vantagens de ser invisível", "Quem é você, Alasca?" e algum filme de romance clichê. E creio que essa semelhança me afastou dos personagens, até mesmo do enredo em si. Não há nada de errado em ter toques de outras obras, desde que o autor saiba inovar e escrever a sua maneira uma nova cena, contudo, infelizmente, não foi o que senti lendo as palavras do brasileiro.


Não vou negar que é um livro bem amarrado e planejado, com uma leitura que realmente envolve, mas eu poderia estar mais envolvido, ter me apaixonado. Acho que ao conhecer personagens parecidíssimos com outras obras que havia lido, me deixou um pouco nostálgico, não pelos personagens que conheci e havia amado, mas sim por novos personagens com características próprias e marcantes. Havendo semelhança com outros livros, saberíamos, para quem já leu, o final da história e isso não surpreenderia novamente - assim como não fui surpreendido.


Por mais que esteja falando mais pontos negativos do que positivos, este é um livro que, para quem gosta de um romance juvenil, é recomendado. Vale a pena dar chance ao autor, porque sua escrita é, sim, bem elaborada e faz com que infinidade de coisas aconteçam em poucas páginas (mais de duzentas, nem tão pouco assim). Se Vinicios escrever um novo livro altamente original, sem dúvidas irei ler, porque gostei da forma como escreve e como expressa bem as cenas e situações.


_DEIXE UM COMENTÁRIO

Post a Comment