Resenha: "Mau Começo", de Lemony Snicket

29 Jan 2017

Mau Começo
Desventuras em série, livro 01
Lemony Snicket
Editora Seguinte
152 páginas
Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Klaus, Sunny e Violet, são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso, roupas que pinicam o corpo e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".
Essa história não tem final feliz. Nem começo feliz. Muito menos um enredo feliz. Somos avisados desde a primeira página, por Lemony Snicket que é nada menos que o autor dessa série maravilhosa e o narrador do livro. Lemony nos apresenta a infeliz história dos irmãos Baudalaire, as desventuras na vida desse trio apaixonante. Violet é a irmã mais velha, com apenas quatorze anos tem como hobby inventar coisas e quando ela prende seus cabelos é sinal de que seus neurônios estão trabalhando em algo novo. Klaus, é o único menino e ama ler, tem ar de culto e conhece as palavras com a intimidade de um leitor árduo. E por fim, conhecemos Sunny, que é ainda uma bebê, mas já é cheia de dons, como cortar coisas com seus dentes afiados.



Os três irmãos e os pais viviam uma vida feliz e cheia de luxo na mansão dos Baudalaire, até que em um dia feliz e cinzento, em um passeio só de irmãos pela praia, Sr. Poe - que trabalhava no banco da cidade - lhes aparece subitamente, em meio à névoa e lhes dá a notícia mais triste de suas vidas. A casa onde moravam sofreu um incêndio levando todos os seus pertences e matando seus pais. É então que as desventuras na vida dos agora órfãos se iniciam. Sr. Poe é o responsável por cuidar da fortuna da família e, dessa forma, também é responsável por dar um novo lar aos órfãos Baudelaire, que só poderiam colocar as mãos no dinheiro quando Violet completasse a maior idade. E é então que conhecemos conde Olaf, o mais novo "pai" das crianças, um primo distante dos pais a quem os meninos nem mesmo conheciam e que foi escolhido por sr. Poe unicamente por ser o mais próximo da família geologicamente falando. Conde Olaf é uma figura estranhíssima, dono de uma companhia de teatro e de uma mansão caindo aos pedaços. A primeira impressão é de que ele é um vilão horripilante. E, infelizmente, a impressão continua. As crianças passam a viver como empregados, em uma casa suja e uma única cama para os três e, enfim, compreendem que o interesse de seu tutor em "criá-los" é apenas interesse no dinheiro que lhes pertence. Para conseguir colocar as mãos na fortuna dos irmãos Baudalaire, conde Olaf arma um plano inteligente, mas completamente absurdo, que me fez torcer muito para não se concretizar.




Apesar de o livro abordar o sofrimento das três crianças, é uma narrativa bastante divertida. Uma escrita leve, fácil de ler e de enredo muito envolvente. É um livro que recomendaria tanto para quem está começando a ler - por ser curtinho, uma história rápida -, como para qualquer outro leitor, pois ao meu ver, agradaria de crianças a adultos, facilmente. Uma dica deliciosa é que a Netflix lançou a série de tv, intitulada Desventuras em Série, e é absolutamente fiel ao livro.

Mau Começo está inteirinho nos episódios 1 e 2, o que é maravilhoso, pois após a leitura podemos assistir e ver as cenas que acabamos de ler sendo perfeitamente interpretadas por atores excelentes e perfeitos para os papeis. É realmente uma experiência maravilhosa.

4 comments:

  1. Eu não assisti o filme que todo mundo fala ser recordação de lembrança, mas desde que vi sobre o lançamento da Netflix e fiquei sabendo sobre o enredo das desventuras dos irmãos eu passei a ficar bem interessada nessa série. To quase completando a coleção de Diário de Um Banana pro meu irmão que tem 11 anos e to pensando seriamente em comprar a série completa de Desventuras em Série quando conseguir acabar a do Diário.

    Sua resenha foi muito completa e aguça uma curiosidade ainda maior em que lê. Obrigada!

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Selma!! Tudo bem?
      Confesso que também não assisti o filme, na verdade, achei melhor ler primeiro pra depois conferir as adaptações cinematográficas. Li Mau Começo e fui correndo ver a série (só os dois primeiros eps, que é até onde o primeiro livro me levou). É bem gostoso acompanhar a série assim, lendo e depois podendo ver o enredo na tv! Então, quando tiver oportunidade, faça isso! rs
      Muito obrigada pelo carinho e volte sempre pra comentar comigo!

      Com amor,
      Ana.

      Delete
  2. Eu não assisti ao filme mas assisti a série e nos primeiros eps achei meio chato, mas no fim das contas acabei me envolvendo e amei!
    Achei lindo a capa desses e de todos os outros [pega que num tem $$ pra comprar haha] parabéns pela resenha <3 adorei!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Letícia!!! Tudo bem com você?
      Também não vi o filme, sempre prefiro ler primeiro e só depois ver as adaptações cinematográficas. Concordo com você, mas a construção da história é bastante envolvente, né? Que bom que gostou!
      As capas são realmente maravilhosas e as páginas são cheias de ilustrações fofinhas, um amor! Compreendo seu dilema, migs. A situação é igual pra mim! ;( Mas aos poucos a gente consegue ir comprando, rs.
      Obrigada e volte sempre aqui pra conversarmos!!

      Com amor,
      Ana.

      Delete