21.12.16

Resenha: "Não É Só Uma História de Amor", de Mariana Sampaio

Não é só uma história de amor
Mariana Sampaio
Editora Planeta
208 páginas
O romance de estreia de Mariana Sampaio, fenômeno do Instagram e YouTube. Quando Laura acordou naquela manhã de sexta-feira, tudo o que ela pensava era em curtir o fim de semana. Mas o que ela estava prestes a descobrir era que a vida está sempre pronta para nos surpreender. Após a revelação de um grande segredo de sua mãe uma série de eventos inesperados começa a acontecer. Confusa e sem saber lidar com a informação, Laura inicia uma jornada que se divide entre fuga e o redescobrimento de si mesma. Como se não bastasse seu drama pessoal, seus caminhos sempre se cruzam com os de um misterioso rapaz, como se o destino quisesse lhe pregar uma peça. Não é só uma história de amor nos brinda com a trama de duas mulheres e um segredo em que o passado da mãe se choca com o presente da filha. O romance de estreia de Mariana Sampaio intercala pontos de vista que, ainda que separados pelo tempo, mostrarão que mãe e filha não são tão diferentes assim. 'Sempre que nosso coração manda, devemos abrir as asas e voar sem pensar nos riscos e no que deixamos para trás'. Bianca Briones, escritora.
Acompanho Mariana Sampaio a muitíssimos anos nas redes sociais, no início apenas por sua beleza incontestável, depois por suas ideias e seu jeito descontraído de entrevistar seus convidados no seu canal no Youtube. Então, por esse motivo, não pude me conter e corri pra ler essa história escrita por ela. Não é só uma história de amor, conta a história de Laura, uma jovem disposta a encontrar seu rumo profissional e que não nega esforços e não tem medo nenhum de encarar os desafios que a vida impõe, assim como o que o seu coração deseja. O livro é dividido por capítulos e a diagramação é super fofa, cada novo capítulo vem com uma ilustração linda que representa bem a história, como coraçõezinhos, tv, salto alto, além de trechos de músicas em inglês, o que é muito legal pra quem curte ler ouvindo um som, é como se fosse a playlist que acompanha o capítulo. Além de contar as aventuras de Laura no presente, alguns capítulos nos levam ao passado e contam a história de Cláudia, mãe de Laura, na adolescência.








A história acontece a partir do momento que, no caminho para o trabalho, dando carona ao melhor amigo Beto, Laura os envolve em um acidente, pois distraída falando com a mãe no celular, acaba ultrapassando o sinal vermelho e colidindo com outro automóvel. A confusão está formada quando Júnior, o outro motorista, aborda Laura e o amigo em busca de resolver a situação. Depois de um dia cheio de confusões, um acidente na rua e outro no trabalho, o horror não para por aí. Pra transformar tudo em um pesadelo real, um encontro com a mãe faz seu dia desmoronar por completo. Após a revelação da mãe de que havia uma chance de ela não ser filha de seu "desde sempre" pai, a única decisão possível que encontra é deixar tudo pra trás e ir atrás dos seus sonhos viajando e conhecendo outros países, decisão que se tornou ainda mais fácil com o apoio e companhia do amigo Beto. E as coisas realmente deram uma guinada surpreendente. Beto sendo um youtuber de sucesso e Laura uma DJ internacionalmente conhecida. O problema estava só em não conseguir lidar com os problemas familiares de frente e, por ironia do destino, os encontros inesperados que a vida lhe presentearia.



"-Ui! Quanta euforia! Pois saiba que o sábado é uma ilusão, o domingo é um suspiro e a segunda, meu amor, a segunda sim é a realidade!"

"-Então diz logo, na bucha. Notícia ruim é como cachaça barata. A gente toma numa talagada só e espera pela ressaca depois."

A história é divertida, super engraçada e a linguagem é bem jovem e brasileira mesmo. Todas as referências, piadinhas e gírias me fizeram rir bastante, foi divertido ver diálogos que eu mesma usaria e uso no dia a dia. Meu problema com a história está na leveza, por incrível que pareça. O enrendo nos apresentava problemas sérios, como a protagonista possivelmente não ser filha do pai que sempre acreditou ser seu e um casamento acabando no mesmo dia da cerimônia sendo tratados como algo banal, cotidiano. O romance também não me envolveu, nem me fez acreditar que existia amor entre o casal, não encontrei formas de visualizar na realidade as cenas acontecendo. O típico romance clichê de sessão da tarde, sabe? Um olhar e "vamos casar, estou perdidamente apaixonado". Realmente, não me convenceu. Acredito que o que realmente salva a leitura é a amizade entre Laura e Beto, real, palpável e divertida. Fiz laços com essa amizade e adoraria curtir a pista com os dois. Não é uma leitura cheia de ensinamentos e lições pra carregar, mas é um livro de poucas páginas e de leitura bastante fluida, o que cai super bem nesse clima de chuva e férias.

Postar um comentário

© setecoisas.com.