Resenha: "Para Poder Viver", de Yeonmi Park e Maryanne Vollers

Para Poder Viver
Yeonmi Park e Maryanne Vollers
Editora Companhia das Letras, 2016
328 páginas
Yeonmi Park não sonhava com a liberdade quando fugiu da Coreia do Norte. Ela nem sequer conhecia o significado dessa palavra. Tudo o que sabia era que fugir era a única maneira de sobreviver. Se ela e sua família ficassem na terra natal, todos morreriam - de fome, adoentados ou mesmo executados.
Park cresceu achando normal que seus vizinhos desaparecessem de repente. Acostumou-se a ingerir plantas selvagens na falta de comida. Acreditava que o líder de seu país era capaz de ler seus pensamentos.
Aos treze anos, quando a fome e a prisão do pai tornaram a vida impossível, Yeonmi deixou a Coreia da Norte. Era o começo de um périplo que a levaria pelo submundo chinês de traficantes e contrabandistas de pessoas, a uma travessia pela China através do deserto de Gobi até a Mongólia, à entrada na Coreia do Sul e, enfim, à liberdade.
Neste livro, Yeonmi conta essa história impressionante pela primeira vez. Uma história repleta de coragem, dignidade - e até humor.
Para poder viver é um testamento da perseverança do espírito humano. Até que ponto estamos dispostos a sofrer em nome da liberdade? Poucas vezes a resposta foi dada de modo tão eloquente.
Até onde você iria por liberdade? Essa é a pergunta que o leitor se fará durante toda a leitura de Para Poder Viver de Yeonmi Park com Maryanne Vollers.

O livro narra a história real de Yeonmi, uma garota norte-coreana que foge de seus país aos treze anos juntamente com sua mãe. A história narrada em primeira pessoa conta desde o passado de Yeonmi, de sua família, como era a vida deles no regime e tudo o que faziam para sobreviver.

Em busca de uma vida melhor a garota foge para China, deixando para trás seu pai e seus parentes. Quando partiu ela tinha esperança de encontrar a irmã, que havia atravessado a fronteira para China alguns dias antes. Porém, o que era um sonho acaba virando um pesadelo imensurável e a busca pela liberdade se torna mais brutal do que ela imaginou. Yeonmi foi levada ao limite em diversas situações, do esforço físico ao ter que atravessar um deserto e enfrentar a fome, até o psicológico de ser obrigada a fazer coisas absurdamente sub-humanas.

O livro é fruto dessa jornada em busca da liberdade, do encontro da voz de uma pessoa que foi calada desde que nasceu. Para Poder Viver é visceral, triste e angustiante, mas a cada capítulo a fé e a esperança se constroem em meio as dificuldades do caminho que a autora atravessou.

Hoje, Yeonmi é ativista dos Direitos Humanos, e sua história merece e deve ser conhecida. Muito mais que uma biografia, Para Poder Viver é um livro transformador, um perfeito retrato da coragem do ser humano, de sua força e do espírito de perseverança que existe em nós.

_DEIXE UM COMENTÁRIO

  1. Wow! Histórias assim sempre me deixam numa DPL (depressão pós livro) braba, mas eu amo. Fiquei super tentada a lê-lo!!

    Beijo

    ReplyDelete
  2. Wow! Histórias assim sempre me deixam numa DPL (depressão pós livro) braba, mas eu amo. Fiquei super tentada a lê-lo!!

    Beijo

    ReplyDelete