24.4.16

Resenha: "A guerra dos Fae — Luz e Trevas", de Elle Casey

Luz e Trevas
A guerra dos Fae #3
Elle Casey
Editora Geração, 2014
384 páginas
Jayne Sparks está mais destemida, engraçada e rebelde do que nunca, tendo que enfrentar os problemas causados acidentalmente pelo duende Tim, aprender a manipular melhor seus poderes com O Verde, conhecer traições de um grande amigo e descobrir quais são os motivos secretos pelos quais há uma guerra incessante entre Faes das Trevas e Faes da Luz. Seus poderes podem torná-la vulnerável às manipulações dos Fae das Trevas, e ela poderá torna-se prisioneira de forças inimigas. Mas sua astúcia sempre estará lá.
Fazem quase dois anos que li o livro antecessor a Luz e Trevas, juro para vocês que ao iniciar a leitura estava perdido e mal sabia onde tinha parado. Contudo, a medida que fui lendo comecei a lembrar das coisas que haviam acontecido em Chamado às Armas, logo consigo dizer que Luz e Trevas começa exatamente aonde o segundo volume termina e só posso dizer que: como eu senti faltar de uma personagem como a Jayne.

Não sei o motivo que demorei tanto para continuar lendo a série, pois além de ser uma história muito boa, ela é contada com muito humor pelos olhos da protagonista que a cada vez consegue encontrar mais vocabulários sujos para usar durante seus diálogos. 


Após muito mofo criado na estante, estou super animado com a série novamente - a história é conduzida eletricamente, com muita ação e aventura. O universo Fae não para de ser descrito nunca, quando mais volumes vão aparecendo dessa série mais conhecemos dos seres que rondam esse universo, compreendemos ainda mais o que é exatamente ser um Fae das Trevas e o que e um Fae da Luz e a suposta guerra entre os lados está mais próxima do que imaginamos. 

O livro por mais que ele tenha quase 400 páginas contém pouca história, consigo me lembrar de poucas cenas realmente relevantes, com isso percebo que é um livro mais descritivo e passivo, onde os mocinhos vão consolidar uma base, aprender táticas para a guerra e sentir na pele do que os Fae das Trevas são capazes de fazer. Ainda aqui há uma grande descrição de personagens e reviravoltas, ganhamos cenas hilárias de Jayne e Tim, o pixie safadinho. Tony, melhor amigo da protagonista, acaba ganhando um foco muito bom e se tornando uma peça fundamental para a estrutura que a história irá tomar. 



O enredo permanece contado de uma maneira muito deliciosa, a escrita de Elle deixa qualquer leitor de ação e aventura cheio de vontade de ler os próximos volumes, no entanto que em Luz e Trevas, o livro acaba no meio de uma cena e você necessita saber o que acontece, então recomendo já ter, como eu, o quarto livro para continuar lendo. O único problema é ainda não ter previsão de lançamento para o quinto livro - ah, pelo que andei pesquisando é uma série de 10 livros (socorr). 

Recomendo a leitura para todo fã de aventura, mitologia e mistério. Sem dúvidas, vocês irão amar essa protagonista desbocada. 


Leia também sobre os outros livros da série:
A Guerra dos Fae: As Crianças Trocadas, volume 1.
A Guerra dos Fae: Chamado às Armas, volume 2.

Postar um comentário

© setecoisas.com.