Sou homofóbico sim

E é meu direito. É meu direito não gostar de homossexualidade bem como repudiar cenas românticas entre casais do mesmo sexo. E isso está garantido, não sou obrigado a gostar de alguém e apoiar. Nasci em uma sociedade onde a cultura foi dada ao princípio: homem e mulher. Estou cultuado numa religião que não aprova ato sexual antes do casamento quanto ir a cama com alguém do mesmo sexo e, simplesmente, está tudo bem. Sou homofóbico sim, não vou negar e até morrerei com essa opinião formada desde criança, ninguém muda. 

Sou homofóbico sim, mas isso não justifica sair com um crucifixo na mão e esfrega-lo na testa do homem que beija outro homem, não faz jus a mim, homem de Deus,  usar o nome Dele para saciar o meu ódio, raiva e nojo. Cada ser com seu pecado, já tenho os meus, que por sinal são pesados demais para ir em procura de gays pecaminosos. Não faz jus a mim distorcer as palavras bíblicas a meu favor, chego a desobedecer meu pastor: que declarou caça aos gays! Deus que faça a justiça com a próprias mãos, quero salvar minha alma. 

Ser homofóbico não me da a permissão de colocar a força na balança, provar para minha namorada o quanto eu sou macho e achar que estou colocando a sociedade em um patamar melhor. Felizmente ser homofóbico não faz eu ser estúpido em ter que olhar tordo, xingar ou bater, aprendi que desde cedo a respeitar; não é por não gostar de certa coisa que eu deva fazer justiça com as próprias mais. Quem sou eu para agredir alguém? Quem és tu para agredir alguém? Estúpido. 

A sociedade não lhe obriga a gostar de nada e está tudo bem em não aprovar relacionamentos homossexuais, contudo, deixe essa opinião guardada dentro de você - não saia agredindo, xingando e achando que poderá mudar o mundo com as suas poucas e inúteis ofensas.

Não procure a solução no mundo por causa de Deus, procure apenas a tua salvação. E os gays? Para o inferno, se assim for. Mas não cabe a tu, estúpido, fazer a justiça de Deus, muito menos colocar em prática seus sentimentos e desejos quando pode interferir nos sentimentos e desejos de outrem. 

Não cabe a mim, o homofóbico, perder tempo com a vida alheia. Não  há problema em ser homofóbico e em não gostar, o problema é não saber onde está o controle, em não respeitar e achar que o ego machista é o reinante. Não cabe a tu, filho da puta, tirar a vida de alguém. Sou homofóbico sim, mas não dono de vidas.

  1. Maravilhoso!
    Nem sei mais o que dizer. Apenas maravilhoso...

    ReplyDelete