Resenha: "O Álbum", de Timothy Lewis

O Álbum
Timothy Lewis
Editora Novo Conceito, 2015
240 páginas
Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander. Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.
Tudo começou com o desejo de dois personagens sonhadores, um amor à primeira vista e um final feliz. Nada mais clichê. Eu sei. Todo dia nos apaixonamos à primeira vista né? Peral Huckabee nasceu em uma família grande e nutre esperanças de encontrar sua alma gêmea, mal ela sabe que sua alma gêmea é Gabriel Alexander um contador de uma peixaria.

Enquanto a história desse dois estão lá no passado, vamos para o presente:

Adam é um homem passando pelo estágio final de um relacionamento que, até então, ele pensou que duraria para sempre. Este trabalha como negociante de decorativos de casa. Numa dessas andanças à procura de encontrar o ganha-pão ele encontra algo realmente inesperado: um álbum com cartões postais enviados, toda sexta-feira durante 60! anos, por Gabe (aquele lá do passado). Não poderia ser mais gostoso ler algo assim, não é amigos? Gabe também achou esses cartões confortantes, uma verdadeira prova de amor. O homem intrigado com essas provas de amor decide ir atrás de informações sobre o casal, até que ele encontra Yevetta, filha da antiga empregada do casal que conhece a história viva.


A história se passa por quatro pontos de vista Gabe, Huck, Adam e Yevetta - acarretando num apelo para conhecer os personagens no seu mais íntimo, tornando-os mais próximos. A história foca realmente no relacionamento de Gabe e Huck, mas, felizmente, temos o que acontece com Adam e Yevetta.

Essa é uma história de amor sim, mas não é apenas uma história de amor - talvez o ponto principal seja a esperança que há e para quem começou a desacreditar no amor. É um livro curto, mas com uma história intensa e proveitosa para nossa sociedade abestada que tem medo de amar, por ter o coração quebrado como o de Adam.

A Novo Conceito fez um trabalho simples e incrível com esse livro, um cuidado para um livro para não ter cuidado. Gostei desse romance à seu modo, nada muito grandioso, mas com um bom valor sentimental.

_DEIXE UM COMENTÁRIO

Post a Comment