Resenha: "Renovo: o poder de se reinventar", de Fernando Moraes

Renovo
O poder de se reinventar
Fernando Moraes
Editora Novo Conceito, 2015
112 páginas
Atitudes positivas, reconhecimento por um feito artístico, envolvimento cognitivo com o que se gosta e o que se faz bem. Essas são algumas atitudes que fazem parte do Renovo. O Renovo nos dá a possibilidade de fazer melhor, de ter esperança, de transformar o estado de fatalidade em felicidade mesmo que seja momentânea. É preciso se reinventar para que aconteça a mudança de vida. O Renovo pode, e deve, fazer parte da vida de todos. Superar o que não serve mais e construir hábitos importantes, cada vez mais presentes. A transformação vem de dentro. É essencial querer mudar, procurar a renovação interna com inspirações que vêm de fora. Pense nisso. Renove-se. Inspire-se. Mude.
Algumas vezes, em alguns posts deste blog, já disse que tenho um certo preconceito com livros de autoajuda, acho que desde a leitura de The Secret eu nunca mais criei coragem para ler livros nesse estilo, pelo simples fato de serem repetitivos e de leituras exaustivas, após três anos resolvi dar uma chance para outro autoajuda e, por incrível que pareça, adorei a leitura. Fernando Moraes orquestra suas ideias da forma que se encaixam na realidade, o livro em si, não se torna em nenhum momento massante ou secundado.

Fernando Morais é "PhD" em humanas, graduado em Ciências Sociais, Filosofia, Teologia e Direito o autor, em seu novo livro, demonstra o quanto de conhecimento tem a compartilha com os seus leitores - apesar de desfrutar de um vasto conhecimento o autor se posiciona humildemente de frente ao leitor por meio de suas palavras e consegue, por fim, fazê-lo enxergar com outros olhos o que está na nossa volta e em nossas atitudes.

110 páginas lidas com muito proveito. 👍👌

Uma foto publicada por igorthiago (@igormedeiroz) em


Renovo foi uma escolha diferente, intrigante no começo, mas que após o começo leitura não me arrependi nenhum momento em sair da minha zona de conforto literária. O livro, narrado em primeira pessoa, aborda temas recorrentes a vida atual (como passar muito tempo na internet e estar "sempre" cansado), trazendo importantes reflexões sobre o cotidiano e sobre nós mesmo. A escrita é delicada e deliciosa, cheia de maestria e agradável: não é um livro apelativo e que impõe você a fazer coisas, mas sim olhar tudo pelo um novo ângulo, perceber as possibilidades e como devemos nos renovar todos os dias.

Gosto desse livro por ele falar do homem da maneira como ele é, expondo os erros e qualidades, de forma natural, assim acabamos nos identificando com a obra. O autor procura falar sobre várias coisas durante todas as 120 páginas, assim o livro não consegue ficar chato ou cansativo, o autor também se preocupa em demonstrar exemplos de sua vida ou de outras pessoas. Isso é real! Em certo momento percebemos com Moraes toca no conformismo social - um tópico muito válido na obra.

Recomendo muito esse livro, além de ser um livro curto e rápido de ser lido, contém diversos assuntos que merecem ser lidos pelos brasileiros e especialmente para pessoas que acabam se acomodando com a vida, com a mesmice. É um livro, apesar de simples, que contém diversos pontos que deixamos passar sem perceber, que após a leitura, perceberemos.


_DEIXE UM COMENTÁRIO

  1. Leitura que enche o espírito e nos encoraja a tomar atitudes que permitam um mundo possível!

    ReplyDelete
  2. Uma leitura que alimenta a alma e nos encoraja a tomar atitudes por um mundo possivel para todos!
    Renove-se!

    ReplyDelete