Resenha: "O Príncipe Congelado", de Raigor L. Ferreira

O Príncipe Congelado
Raigor L. Ferreira
Amazon
8 páginas

Nas terras longínquas do Reino de Arvoredo, os habitantes já estavam acostumados com um príncipe fora do tradicional. Phelipe, o herdeiro superestimado do trono tinha uma condição exótica e que fazia os moradores do Reino se perguntarem: “Como alguém pode ser tão gelado?”. A resposta para a pergunta não era simples e esmerada. Na verdade, era muito complexo entender o que tornara a majestade, um homem tão frio e indiferente.
A proposta para ler O Príncipe Congelado se veio com a parceria firmada entre o blog e o autor, contudo, olhando alguns contos na Amazon eu já tinha me interessado pela história - por me lembrar um pouco a história da Elsa, de Frozen. De fato, a história de Phelipe parece um pouco com a história da Elsa, como o fato da "magia" descontrolada e ter, ainda muito cedo, que assumir os pesos de reino.

A história é simples e não vale a pena ser contada, é tão curta que se eu contasse acabaria contando toda a trama, mas o que eu posso dizer aqui é: coisas acontecem em nossas vidas que nos deixam realmente frios (término de um namoro, morte de alguém querido, sonhos não realizados). A tristeza é um sentimento muito forte e se não permitimos que ele vá embora, as coisas acabam saindo do controle, como no caso do Rei Phelipe.


Contada de forma muito simples, mas bem escrito, o conto se conduz de forma muito rápida e dá para ler numa fila qualquer. Gostaria de puxar minha opinião para a escrita e não tanto para a história. Bom, apesar do contexto vivido por Phelipe parecer bastante simples e fácil de ser transcrito, Raigor consegue escrever de uma maneira que gosto, com palavras robustas para uma história leve, com atenue. Digo, que O Príncipe Congelado não é a descoberta deste autor, contudo, estou ansiosíssimo para ler outras obras e histórias mais profundas, pois ele sabe escrever.

O livro está disponível para comprar na Amazon.

  1. O comentário tarda, mas chega!

    Muito obrigado pelas palavras, Igor!

    Espero ter a oportunidade de te apresentar mais histórias :)

    Até mais.
    Raigor.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Espero eu ter essa oportunidade <3

      Delete