13.5.15

Resenha Musical: Taylor Swift - 1989

Taylor Swift
1989
13 Faixas, Outubro 2014
Essa resenha tem somente uma ligação com a anterior para Stay Gold da dupla First Aid Kit, letras bem compostas e tom pessoal (Sim gosto de artistas que dizem sobre si mesmo, psicologia antropológica sempre!) Saindo do Folk vamos para um Pop tipicamente americano.

Eu odeio a Taylor Swift, calma isso foi em 2008 quando conheci ela com You Belong With Me, confesso que eu estava tão ligado ao Rock, era pré adolescente e odiava algumas coisas de graça, esse gosto limitado desapareceu com o tempo (Obrigado Deuses da musica), mas só me rendi á Taylor com We Are Never Ever Getting Back Together, a musica mais Pop até então, com o lançamento de 1989, e eu com meus 20 anos, me entreguei (e quem não?). Como um digno homem romântico, tenho licença poética para usar dos conselhos cantados, os meus conselhos também!

Taylor Alison Swift, loira, alta, olhos azuis e americana, os requisitos ela já tem, e completou tudo isso inciando sua carreira na musica Country, não foi difícil atingir os topos da Billboard no seu primeiro lançamento, e repetições inacabáveis de seus clipes na MTV. Mundialmente a época era carente de uma cantora jovem com letras tão inclusivas para outras adolescentes americanas, uma carreira de modelo não cairia mal, ainda mais depois que vocês verem as participações dela no Victoria's Secret Fashion Show (Duas vezes seguidas ok?), e uma leve demanda como atriz. Ela é uma superstar então dispensa falar de parcerias e números, porque é tudo muito alto.


1989 é obviamente o álbum mais Pop já lançado, como um ritual, os álbuns são lançados de dois em dois anos, esse é o quinto de estúdio, não são composições em solo, porém Taylor é a compositora principal do Disco, a pegada de descontração e humor são o ponto chave do sucesso, ela joga no ventilador tudo que falam dela na mídia e faz questão de deixar tudo tão exagerado e distorcido com eles mesmo fazem, é simplesmente uma critica aberta, sobre criticas abertas, está declarada a Guerra de 1989!


A Guerra foi declarada em agosto com a frase "At least that's what people say". Shake  It Off foi o Lead-Single e permaneceu fortemente no topo do Hot 100 da Billboard, com um clipe engraçado e compatível com a letra, a unica musica que tomaria o lugar de Shake It Off nos charts seria Blank Space, fazendo que com Taylor continuasse no topo só com uma substituição de musica, pra quem enjoa de Shake It Off, Blank Space é insana e tem um clipe perfeito, (Não posso deixar de sitar que eu escuto Blank Space todos os dias, as pessoas quando escutam a musica lembram de mim, e eu tenho uma dancinha toda especial que o Igor esta de saco cheio de ver, ele tá ai pra dizer que eu e Blank Space nascemos um para o outro). Depois do lançamento das duas músicas mais fortes do álbum, recorremos á Style, que conta sobre seu romance com Harry Styles, e ela não deixou dúvidas no clipe que era sobre ele, porém o clipe ficou sem contexto, artisticamente é lindo, ninguém pode contestar, porém não combinou com a música que diz "Nos nunca saímos de estilo", ficou triste demais pra uma música esperançosa.


As composições mais fortes do disco são Bad Blood que vai sair clipe dia 17 de maio, Wildest Dreams, New RomanticsI Know Places, além das já lançadas, as músicas que costumo pular são, Clean e How You Get the Girl, não tenho nada contra a letra, mas a sonoridade me soa chata, e parece que foram postas só pra completar as 13 faixas do álbum standard, já que a deluxe tem faixas muito boas, tudo jogada de marketing, assim como a proibição da sua discografia em música Streaming (é Taylor, por essa critica você não esperava!)

Solido, popular e pessoal, é assim que vejo esse disco, é uma evolução gigante para a Taylor como música, pois como compositora ela sempre foi detalhista e difícil achar algo mal escrito. O disco é vendido no Brasil na versão deluxe, e as fotos estão ai mostrando que vale a pena comprar, porque é diferente de MUITOS deluxes por aí, esse sim é bem feito, está de parabéns!


E você, é fã de Taylor? Ou resolveu dar uma chance agora? Deixe seu cometario!

3 comentários

  1. Comecei a gostar da Taylor depois desse ultimo álbum dela. Também nunca fui tão fã dela assim, mas esse ultimo álbum 1989 é de mais. Gostei da sua resenha :D

    Bjs flor

    http://joicyrecco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio Joicy hahaha

      Beijos

      Excluir
  2. Sou fã dela desde 2011 <3 E com todas essas mudanças do Country para o o Pop fiquei com medo que ela perdesse a magia que eu sentia quando ouvia cada musica dessa mulher, mas ela nunca me decepcionou até agora <3 E fiquei muito feliz com a chegada do 1989 :3 Adorei sua resenha =D Aliás, só eu to com medo de New Romantics não ser Single por ser faixa bônus :C? Um beijo :*

    ResponderExcluir

© setecoisas.com.