Resenha: "A Metamorfose" de Franz Kafka

A Metamorfose
Franz Kafka
Companhia das Letras.
104 páginas
A metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana - tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.
Um clássico atemporal nunca é demais, por sua vez nem a escrita com padrões mais elevados, Franz Kafka mostra porque é tão tendencioso, e pra quem conhece um pouco de sua historia fica confuso em imaginar que antes de morrer fez o pedido de queimar todos manuscritos de suas obras fantásticas; com o pretexto de “Se não fez enquanto vivia, não será feito pós sua morte” suas obras foram publicadas e felizmente hoje eu e você temos o prazer de ler suas obras e usufruir do termo Kafkiano.


Uma historia rápida e abrupta de acontecimentos ficticiosos ganha a paixão do leitor logo nas primeiras linhas, Kafka se sente obrigado em fazer você ficar extremamente incomodado ao ler A Metamorfose, que conta como Gregor se tornou um inseto, e como isso pode ser agonizante - no sentido literal de morte – o detalhamento da transformação, e o modo como o metamorfo reage a tudo, vai fazer com que você se coce e ache que tem bichinhos no seu corpo. você rapidamente se inclui na historia e imagina se alguém da sua família sofresse tal metamorfose, e como agiria. A reação da família de Gregor é capitada de um só ângulo, seus pais e sua irmã se encontram em uma situação de risco, cada atitude tomada pode despertar uma reação, porém todas vão te levar a querer devorar este livro, que facilmente será devorado.


Muito curto, esse é o ponto negativo de tudo isso, quero mais explicações, o livro poderia facilmente conter mais paginas, desenvolver capítulos, e outros volumes, a grande sacada de quero mais infelizmente não foi bem aceita por mim, por isso já li duas vezes, e estou pronto para uma terceira, Kafka consegue como poucos já conseguiram fazer meus sentidos só aumentarem durante toda obra.



Confesso que desconheço de adaptações cinematográficas (Já vou jogar no google), mas quero muito acrescentar, ou me decepcionar caso exista.

_DEIXE UM COMENTÁRIO

  1. Olá!

    Já ouvi falar desse livro e, depois da sua resenha, fiquei louca para lê-lo! Apesar de ter sido um ponto negativo para você, gostei de saber que a obra é curta. Estou bastante curiosa pela história de Gregor, imagina um dia você virar um inseto? rs Ótima resenha!

    Beijos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Ana!

      Fico tão feliz por ter gostado da resenha, e o livro é realmente muito bom!!

      Delete
  2. Olha, desculpa falar assim, mas tem certeza de que você realmente leu esse livro? A resenha ficou, no mínimo, rasa, mas fora isso, nem sentido faz...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boa tarde, bom, não foi eu quem escreveu a resenha. Contudo, gostaria de saber porque essa resenha, de cunho pessoal, não fez sentindo....

      Delete