Resenha: "Os Solteiros", de Meredith Goldstein

Meredith Goldstein
Editora Novo Conceito
256 páginas
Hannah é diretora de elenco em Nova York e ainda chora pelo ex que a abandonou. Rob não é muito bom em assumir compromissos, mas nos tempos da faculdade quase namorou Hannah — e não se esquece disso...
Vicki tem um trabalho lucrativo (embora tedioso) como designer de interiores de uma grande rede de supermercados, e é uma depressiva crônica. Nancy leva uma vida dupla, e Joe é um quarentão que adora namorar mulheres mais jovens...Não há como negar: juntos, eles podem comprometer seriamente os planos de Bee de ter o casamento mais elegante da cidade. Da união desses personagens apaixonados resulta um romance divertido e doce sobre vidas entrelaçadas, relações de amizade e o incontestável amor.

"Os Solteiros" fala da história de um casamento. O livro começa sob o ponto de vista de uma das personagens, Bee, a tal noiva, que está finalizando os preparativos para o seu tão esperado casamento: estando muito preocupada com alguns convidados solteiros;  nessa preocupação, passamos a conhecer esses personagem um à um, com isso sabemos o porquê de Bee ficar preocupada. 
"A organizadora do casamento, famosa por ter planejado as núpcias extravagantes da filha de um ex-presidente, disse a Bee, depois de examinar a lista de convidados: 'Não importa quem você convide, vai ter sempre um solteiro'."
 Hannah,  a melhor amida da noiva, assim como uma de suas madrinhas, é uma personagem excepcional e adora se meter em confusões. Vicki, amiga de Hannah e Bee, é uma mulher com problemas em sua vida amorosa. Também temos Rob, o típico bonachão, ex-apaixonado por Hannah, bem, somos apresentados a diversos personagens e citei alguns só para familiarizar. 

O livro descreve tanto os fatos que ocorrem durante a celebração do casamento de Bee quanto um pouco do passado de cada um dos personagem, algo bem leve - pois temos menos que 300 páginas.  O casamento por si só faz apenas um cenário para a autora inserir diversas histórias e poder conectá-las umas as outras. Bee e seu noivo perdem a cena e quem realmente ganha são os solteirões - cada capítulo tem o nome de um personagem, com isso cada capítulo tem mais o foco em um personagem. 

A narrativa surpreende, de início não tão atrativa: todas as histórias pareciam previsíveis e Meredith mostra que tem argumentos para surpreender o leitor. Os personagem secundários realmente ganham cena neste volume, na verdade, tais personagens se tornam os verdadeiros protagonistas do nosso romance. Os solteiros é um livro despretensioso, leve e rápido - com algumas cenas bastante engraçadas,  envolvendo um pouquinho de drama.  

Post a Comment