4.11.14

Resenha: "O Desafio de Ferro", de Holly Black e Cassandra Clare

Holly Black & Cassandra Clare
Masgisterium, volume 1
Editora Novo Conceito, #Irado
384 páginas
★★★★★
AMIGOS E INIMIGOS. PERIGO E MAGIA. MORTE E VIDA. A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar. Se for aprovado no Desafio de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior... mas falha em seu plano de falhar. Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro. Magisterium - O Desafio de Ferro nasceu da extraordinária imaginação das autoras best-seller Holly Black e Cassandra Clare. Um mergulho alucinante em um universo mágico e inexplorado.

Callum Hunt está na idade para entrar no Magisterium, mas diferente de todos os outros garotos e garotas ele não quer entrar e muito menos passar n'O Desafio de Ferro, o motivo de não querer ser aprovado no Desafio de Ferro foi o seu pai, o qual fez propagandas horríveis sobre o Magisterium desde o nascimento do menino. Para Call, o modo mais fácil de falhar é falhar por vontade própria, não por ser ruim, mas por querer falhar, porém o plano não é tão bem aceito pelos mestres e em contra vontade Call acaba sendo admitido como aprendiz de um dos melhores mestres do Magisterium, sendo obrigado a deixar seu pai para trás, quer queira quer não. 

Call juntamente com seus novos amigos, e digamos primeiros amigos - devido a deficiência que o menino tem desde o nascimento nunca foi fácil ter amigos - , vão viver uma aventura alucinante: os dias se resumem a treinamentos exaustivos, que passam de uma maneira muito rápida. No meio dos dias de treinamento, vamos lidando com surpresas e mistérios, fazendo com o que os jovens queiram buscar respostas atrás dos enigmas - lá, no Magisterium, ele descobrirá sobre seu passado, quem realmente é o que o futuro prepará para ele e seus amigos. 
"Um mago sem treinamento é como uma rachadura na terra esperando ser rompida e aberta e, se isso acontecer, ele irá matar não apenas muitas pessoas como também a si mesmo."
Uma escola mágica, três amigos em busca de resolver mistérios. Será que já não ouvimos falar dessa história em Harry Potter? Certo disso, logo comecei a criticar o livro falando que era uma cópia barata do universo de Rowling, os vários momentos e alguns personagens parecidos colidiram ainda mais com avaliação desta obra - juro que me lembrei muito de Harry Potter. Mas, incrivelmente, a medida que continuamos a leitura, vamos adentrando um novo universo mágico, que precisa ser explorado. 

A história de Call é um tanto clichê, o menino rejeitado, sem mãe, sem amigos, magricela e aparentemente adoecido. Logo o guri quando o guri é aceito no Magisterium tudo começa a mudar, começa a ter novos amigos e também a ter novos inimigos. Call cresce muito durante toda a narrativa, deixando de ser criança e passando agir mais como um hominho. Esse aspecto é bastante comovedor, porque de uma forma ou de outra faz o leitor apegar-se ao personagem, gostando dele pelas fraquezas ou até mesmo pela garra. Assim como Call deparamos com diversos personagens interessantes, dentre eles Tamara e Aaron, os melhores amigos de Call. Tamara, para mim é a Hermione de Harry Potter, inteligente e sabe tudo sobre o Magisterium - ou quase tudo. Aaron já é uma personagem totalmente descontraído, possuidor de um passado maltratado. Creio que esses personagens serão muito bem construídos durante a série, suspeito que estaremos tão apaixonados pelas aventuras que esses jovens vão se meter mais para frente.

Quando Cassandra Clare, a famosa autora de Instrumentos Imortais e Holly Black, autora de Bonecas de Ossos e A Meninas mais fria de Coldtown se uniram para escrever um livro, logo fiquei interessadíssimo. Ambas as autoras escrevem de uma forma que prende o leitor e o deixa extasiado até o final do livro. E sinceramente? Eu adorei cada momento proporcionado por O Desafio de Ferro, é um livro cheio de histórias, mistérios, um livro completo de magia e  deliciosidades que encantam a cada momento. É impossível identificar a escrita de cada autora, ambas fizeram uma ótima dupla, dessa forma, parece que surgiu uma nova autora: a narrativa não contém quebra de contexto e muito menos mudanças dentro da narrativa.

O Desafio de Ferro é o primeiro livro de uma série de cinco livros, e como todo primeiro livro de séries, então é bastante introdutório mostrando parte do local mágico, alguns principais personagens - mestres, amigos e principalmente o Inimigo. Se você espera magias com varinhas, feitiços sussurrados e becos diagonais, você está muito enganado: aqui os alunos aprendem a controlar elementos do mundo (fogo, água, ar, terra e o caos - Avatar?), essa nova perspectiva sobre a magia elementar dá ao livro uma cara nova e original.

Satisfação e ânimo é o que tenho ao terminar o livro, estou satisfeito com o universo criado por essas duas autoras e estou bastante animado para os próximos quatro livros, do qual desfrutaremos ainda mais do Magisterium das aspectos que o envolve. Esse é um livro que deixará uma legião de fãs! 
"O fogo quer queimar. A água quer fluir. O ar quer se erguer.. A terra quer unir. O caos quer devorar."

Postar um comentário

© setecoisas.com.