10.11.14

Dias em fotos #3.1: Setembro


Setembro sem dúvidas foi um mês em que postei muitas fotos, comecei a postar muitas fotos em preto e branco. Eu estava adorando ter meu instagram totalmente sem cor, neutro e tal. Mas logo começou a ficar chato, logo comecei a acrescer cores novamente (olhem a última foto). A minha primeira quinzena de setembro foi bem apagada, mas logo na segunda voltou com mais cores, isso será mostrado no próximo post (que sai amanhã mesmo).

Mesmo com o corpo estilhaçado e maltratado do dia, mesmo morrendo de sono, sinto vontade vir aqui e fazer  meu diário: Com motivos e devaneios venho declarar que estou feliz por demais, que é uma felicidade que contagia dentro do peito, que me faz sorrir para o nada, de dançar pelos cotovelos nas paradas de ônibus. Porém, no terminar do dia parece que toda a felicidade se extingue e se torna pesada como as dores que assolam meu corpo nesse exato momento. No descansar da mente, fico pensando, se é isso, se é aquilo. Criando expectativas, correlações e desafios internos - sem medo de não serem correspondidos. Acontecem um bilhão de coisas que são inevitáveis, como se apaixonar ou rever alguém que você pensou que nunca veria mais, é surpreendente, é bom, é infinito no meu grande finito. Por fim, mesmo feliz, bate uma tristeza sem motivo: preciso mudar isso, mudar o percurso, fazer algo bom e que faça pessoas ao meu lado bem. Estou esperando que uma grande coisa aconteça, mas, te digo, cansei de esperar, cansei de aguardar, cansei do desafiador destino querer comandar a minha vida. Cansei de ser segundo plano, segundo sorrisos e segunda intenções. Talvez seja isso, seja esse o motivo que me deixa triste no final do dia, e talvez seja a tentativa de mudar isso que acordo mais feliz do que nunca.


Um beijo, um texto escrito com sentimento.

Postar um comentário

© setecoisas.com.