20.9.14

Resenha: "Mensagens Arquivadas" de Tôn Adalclê

Autor: Tôn Adalclê
Editora: Autopublicado
Páginas: 123
Avaliação: ★★★★


Mensagens arquivadas é um livro autopulicado na Amazon escrito pelo brasileiro Ton Adalclê, contando a história de um garoto possuidor de um coração ferido e maltratado - uma paixão ainda assola seu peito e assombra todos os seus dias. 

As desilusões amorosas são arquivadas assim como as mensagens em que Dênis, o protagonista, arquiva diversas outras mensagens sobre seu dia, mensagens que poderia enviar ou lições de vida. Quando Davi deixa de responder todos os afetos que os dois tinham no começo da relação, Dênis acaba se perdendo dentro dos seus medos e dentro de si mesmo, enquanto a cada dia que Davi desaparece e encontra um novo objetivo para sua vida, Dênis entra num poço sub-depressivo e quando percebe que não consegue mais sair, ele terá que enfrentar as etapas da mudança e perceber quantas pessoas à sua volta estão dispostas a ajuda-lo. 

O livro possui uma leitura que flui de forma muito rápida e transcreve de um modo muito carinhoso a história de um garoto desiludido. O autor-personagem, visto que o autor se baseia numa história verídica, faz uma amizade com o leitor de uma forma bem ampla e meiga, descreve com eficácia como é ter o coração partido e como é querer doar os cacos para alguém concertá-lo (ou não, por ainda ter medo de que os cacos possam ser quebrados ainda mais). 

O livro é bom em todo o seu decorrer, declarando um personagem amante e loucamente apaixonado por alguém que o iludiu. Porém o final é brusco e ligeiro, deixando o leitor perdido em meio a tantas coisas que acontecem - talvez não porque as coisas acontecem, mas por elas não acontecerem, entende? No desfecho do livro nos debatemos com o óbvio e com o que não poderia ser tão óbvio, com o que poderia de, certa forma, ter sido melhor no quesito degustação de cena, do momento e do sentimento em si. Adalclê cria personagens legais, mas pouco desenvolvidos (exceto o protagonista) e que não dão toda aquela confiança ou serenidade aos seus leitores no primeiro contato, talvez isso seja melhorado nos próximos livros do autor. Apesar de nesse paragrafo ter apresentado os contras do livro, declaro que não é um livro ruim, muito menos ingênuo: é dosado de reviravoltas emocionais, amor perdido e memórias inesquecíveis.  

Postar um comentário

© setecoisas.com.