Namoro à distância? Pode dar certo, acredite!


imagem encontrada em rede pública

Depois de me envolver virtualmente e possivelmente estar entrando para um novo relacionamento à distância, não citarei nem prós e nem contras, apenas dizendo que é possível. Namoros acontecem o tempo todo e, podemos dizer que no século em que estamos é bem complicado ter um relacionamento com quem vemos todos os dias, imagine quem está há duas milhas de distancia. 

Relacionamentos virtuais são bem mais complicados, pois não há grandes formas de suprir a necessidade do outro, porém, como já dito, não são impossíveis. E você pode ter o azar de conhecer sua "alma gêmea" somente através das telinhas - pelo facebook, grupos de amigo... - e querer ficar sozinho eternamente por achar que não pode dar certo um relacionamento com apenas 2000km de distância; é normal essa desconfiança e embora muita gente encare esse tipo de relacionamento como sinônimo de dificuldade, ciúmes e carência, o relacionamento pode dar certo se ambos quiserem que dê certo e, estarem dispostos a manter a chama da paixão mesmo com o empecilho chamado distância.

 Um dos maiores problemas dos relacionamentos à distância, é a própria distância, você não terá a disponibilidade de poder convidar para ir no cineminha mais tarde ou assistir um filme abraçadinho, não haverá a facilidade de se ver no finalzinho da tarde ou sair no final de semana. A não mobilidade é um dos grandes fatores para a desistência de um namoro, e com ele já gera uma nova complicação: 

 A saudade é inevitável, mas há a possibilidade de você gerar a partir de algo crucial e "doloroso" um sentimento gostoso e saudável. Existe modos de "suprir" a saudade, por exemplo, assistindo filme por conferência ou trocando fotos, não é a mesma coisa do que ter a pessoa do lado, mas é uma maneira bem viável de imaginar a pessoa por perto. A saudade apesar de dolorosa é muito boa, porque quando você tiver a pessoa por perto, você vai dar o máximo de atenção e vai receber o máximo de atenção. 

Confiança: não somente em relacionamentos à distância, mas em todos os tipos de relacionamentos. Não faz sentido ou necessidade em estar com uma pessoa que você não confia. Esse tópico é um dos mais importantes porque mesmo com um grau elevado de intimidade ou o tempo que o casal já tenha, não se pode privar o outro. E não entra o quesito "quem ama cuida". Você vai ter medo de ser traído porque a pessoa está longe, você vai ficar stalkeando a  pessoa e com quem ela está saindo, mas a única certeza que se pode ter é: não importa se a pessoa está longe ou perto, se ela quiser te trair ela vai de trair, dessa forma surge a 

 mudança, que é onde se começa a deixar de lado alguns hábitos da vida de solteiro para começar a compartilhar a vida com alguém. Você pode deixar de sair às sextas-feiras a noite e até mesmo mudar a relação com os amigos, não que isso seja certo, mas acaba acontecendo por você querer algo sério. Mas ainda assim você não deve deixar de sair com seus amigos e se divertir sozinho e cabe a pessoa do outro lado confiar e deixar você se divertir, assim como você deve fazer isso por ela. 

➨ Maturidade é o ponto mais forte de qualquer relacionamento e sem ele nada poderia ser construído: desde evitar brigar por coisas fúteis ou sentir ciúmes bobo, como vocês estão distante é provável que sintam ciúmes e medo de perder, mas caso esse empecilho permaneça no começo da relação e até mesmo quando ela durar; é necessário confiar e de olhos fechados! 

A importância de querer crescer junto com alguém é fundamental para o ser humano, ele necessita de uma apoio. Então por isso, se você acha que a metade do seu mundo está há milhas de distância, lute por isso! Te digo, vale a pena: se apaixonar mesmo com uma pessoa longe ou com uma pessoa perto! Ame, só ame. 

_DEIXE UM COMENTÁRIO

  1. Namoro à distância é complicado, mas com jeitinho tudo dá certo. Eu e meu namorado moramos a 1700km de distância e acho que, além do amor que a gente sente <3, tudo dá certo porque a gente se conhece bem e há muita confiança entre nós. O lado bom de tudo é que há muito diálogo, coisa que muito casal que mora pertinho não tem!
    Caso esteja começando um relacionamento à distância: boa sorte :D

    ReplyDelete
  2. Olha, vivi isso na pele durante os meus 2 anos de intercâmbio. O namoro já estava bem firme, 7 anos juntos e tal, mas ao final do primeiro ano longe voltei ao Brasil por 3 meses e a relação estava estremecida, por um momento achei que fosse acabar e tal. Mas a coisa voltou a engrenar durante os meses em que eu estava fora de novo, falávamos pela internet e mais por e-mail mesmo (era complicado falar por skype por causa da diferença de horário). Ele já tinha ido me visitar durante meu primeiro ano fora, mas no segundo ano ele foi de novo e foi bem mais legal. Enfim, eu deveria ter esticado meu tempo fora por mais uns dois anos (ia fazer pós e tinha projetos profissionais), mas resolvi voltar para finalmente dar um destino à relação. Demorou um pouco, mas este ano finalmente estamos morando juntos e comemoramos 9 anos de namoro. =)
    Disse isso tudo porque acredito, sim, que o namoro pode sobreviver mesmo à distância. Mas claro, as bases da relação têm de ser suficientemente sólidas.

    Beijos, Livro Lab

    ReplyDelete