Resenha e concurso: "A Máquina de Contar Histórias" de Maurício Gomyde

Autor: Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
Páginas: 192
Avaliação: ★★★★


Já tinha enormes expectativas para começar o romance do Maurício Gomyde devido as palavras da Barbara Sá e também por já gostar das palavras do romancista brasiliense. O romance de Gomyde é curto, leve, porém bem desenvolvido, deixando até mesmo uma carência de querer mais da sua história, mesmo com um fechamento espetacular.

"A Máquina de Contar Histórias" narra a história de um famoso escritor com agenda super lotada, reconhecido mundialmente por seus romances de tirar o fôlego, Vinícius Becker é o tipo de escritor que todo escritor que ser. Vinícius percebe que deixou de viver para escrever seus romances, fazer tours e eventos literários até quando sua esposa falece sozinha no hospital. Além de perder a esposa, quando o escritor volta para casa: ele também parece ter perdido as únicas mulheres da sua vida, suas duas filhas. Vida é a filha mais nova e é ainda uma criança, mas é com Valentina, a mais velha, que por motivos de querer culpar alguém pela morte da mãe ou por ver seu pai sempre tão ocupado, acaba culpando Vinícius pelos males da família ou até mesmo pela desunião da Familia V. Quando o homem se encontra em desespero e descobre que as únicas coisas que realmente tem valor na vida estão se afastando dele, ele será capaz de fazer tudo para conquistar aquilo que o fará feliz. Com isso Vinícius embarca numa viagem dos sonhos para conquistar sua família novamente, será que ele conseguirá reverter a situação e perceber que amor não é comprado?

Maurício visa uma história muito clichê em que o pai ou a mãe deixa de amar seus filhos ou larga sua vida pessoal para se dedicar a carreira profissional - o mesmo caso acontece em Vida Trocadas e Laços Inseparáveis -, mas mesmo usando uma história já conhecida, Gomyde consegue driblar com suas palavras e engenhosidade para um caminho emocionante e fofo. Logo, seus personagens ganham o palco e encantam o leitor de uma forma singela e simples, fazendo o próprio leitor se encaixar no meio da história, se identificando com algum personagem ou se identificando com a história em seu geral, quando percebemos que nos momentos mais difíceis temos alguém que nos ama ou que mesmo que não transpareça existe alguém que se importa.

Apesar de "A máquina de Contar Histórias" ser um livro bastante curto é desenvolvido bastante conceito, Maurício Gomyde explora todos os cantos da sua história, desde as coisas mais simples até as inovações tecnológicas, consegue transbordar em poucas palavras um sentimento com facilidade ou deixar grande parte dos pontos de vistas dos seus demais personagens. O livro em suma é escrito de forma simples e a leitura passa muito rápido - a diagramação está uma graça, porque o autor usa de recursos como próximo, voltar, play para contar sua história, por exemplo, para voltar ao passado, voltar para o presente ou ir para um futuro próximo.

O livro de Gomyde é um livro de lições e de um amor forte entre a família, que hoje está muito esquecido, e  talvez seja também uma crítica tanto para os pais quanto para os filhos, porque o ser humano chega a ser egoísta a esse ponto de abandonar quem ama para se camuflar em luxúria e fama. Gomyde deixa bem claro que devemos aproveitar cada minuto que temos com as pessoas que amamos e que nos fazem bem, porque esse é o verdeiro sentindo da coisa: ser feliz independente de ser rico ou pobre, ser famoso ou não. Uma leitura recomendada! 

Para comemorar o Dia do Autor Nacional, o selo Novas Páginas e o autor do sucesso "A Máquina de Contar Histórias", Maurício Gomyde, prepararam uma surpresa para os leitores. Compartilhe com a gente uma foto de um grande momento da sua vida, conte um pouco sobre ela e concorra a 02 Kindles®. Chegou a hora de você ter a sua própria máquina de contar histórias! SAIBA COMO PARTICIPAR E LEIA O REGULAMENTO CLICANDO AQUI.

_DEIXE UM COMENTÁRIO

Post a Comment