Resenha: "Belleville" de Felipe Colbert

Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Avaliação: ★★★★
"Há sempre uma   p a l a v r a   que nos une"
"Belleville" conta a história de um estudante de matemática, Lucius, que acabou de se mudar para Campo de Jordão para poder cursar matemática, com isso em busca de moradia encontra uma casa visivelmente bonita por um anúncio e não dá em outra decide se hospedar por 4 longos anos, porém ao ver a casa pessoalmente percebe que toda a alegoria se foi, Lucius  não se intimida com a velharia da casa, pois com a vista e ar selvagem que a casa oferece vale por muitas coisas. Em contrapartida, como se não bastasse a vida universitária, Lucius descobre um mistério, tudo ligado as madeiras no quintal da "sua" casa e uma foto encontrada dentro de um livro. Lidando com a nova etapa de sua vida, Lucius encontra uma nova meta para sua vida: construir uma montanha russa. Desse modo Lucius encontra mais um sonho e meta de vida, a ponto de largar tudo para realizar esse sonho. Você estaria disposto a se arriscar tanto assim? 
“O que eu ainda não sabia, ainda, é que não era eu quem construía os trilhos. Eles já estavam lá, a minha espera.”
Felipe Colbert conduz a história de uma forma bem simples e intensa, é uma delícia de livro, digno de cabeceira. Belleville é um livro sensível e que toca o leitor de uma forma inexplicável, com um romance bobo, um sonho que difícil de ser conquistado e um suspense de que "será que vai dar certo?". Colbert tem técnica de escrita, mas não adianta só técnica se não escrever com o coração. E bem, ele escreve com o coração: sua escrita envolve, seus personagens chamam atenção e roubam os pensamentos dos leitores.

O livro trabalha com dois tempos diferentes, um atualmente e o outro a mais de 45 anos atrás. A forma que o autor intercala os tempos é dinâmica e bem notória, a forma que os personagens narram as cenas ou a maneira que eles escrevem as cartas e até mesmo a forma de falar. O livro também acontece de modo bem rápido, as semanas passam voando e tornam a leitura rápida e prazerosa. Os personagens de Belleville são bem explorados. Seus sentimentos são colocados a vista e suas histórias também.  Os protagonistas são bem descritos e os personagens secundários não perdem a vez, o autor junta diversos tipos de personalidades e manuseia harmonicamente.  
Eu precisava provar, talvez mais a mim mesmo do que a meu pai, que tudo estava sob controle, que eu era capaz de me sustentar sozinho, que minha vida andava nos trilhos. O que eu não sabia, ainda, é que não era eu quem construía os trilhos. Eles já estavam lá, a minha espera.
Colbert mostra que não é impossível realizar um sonho, e por mais que você não tenha recurso$ ou ajuda, você deve fazer aquilo que você quer e deseja. Ninguém disse que seria fácil para Lucius e ele simplesmente aceitou seu fardo: construir a montanha russa Belleville. É brilhante como o autor de uma forma poética e fofa consegue de maneira indireta fazer a gente enxergar o quanto é possível fazer coisas nesse mundo impossível. 

Quatro estrelas, nada mais, nada menos. Uma leitura recomendadíssima. 

  1. Anonymous13 July, 2014

    Thanks designed for sharing such a good thinking, post is pleasant, thats why
    i have read it completely

    my weblog; microsoft points generator

    ReplyDelete
  2. Anonymous14 July, 2014

    you're in point of fact a just right webmaster.

    The website loading speed is amazing. It seems that you are doing any unique trick.

    Also, The contents are masterpiece. you have done a great job on this subject!


    my homepage; dragon story hack

    ReplyDelete
  3. Anonymous17 July, 2014

    Nice post. I used to be checking continuously this blog and I am
    impressed! Extremely useful information particularly the closing phase
    :) I care for such info much. I was looking for this certain information for a very long time.
    Thank you and good luck.

    my web page; Free Xbox Live code

    ReplyDelete