27.7.14

Resenha: "A arte de ouvir o coração" de Jan-Philipp Sendker


Autor: Jan-Philipp Sendker
Editora: Parelela
Páginas: 256
Avaliação: ★★★★★


Um famoso e renomeado advogado de Nova York desaparece sem mais nem menos, deixou sua família e toda a sua vida para trás. Cansada de esperar que respostas caem do céu, Júlia, sua filha, sem querer encontra uma carta que o pai escreveu há muito tempo para uma uma mulher birmanesa. Tanto Julia quando sua mãe nunca souberam o passado do seu pai, dessa forma Julia decide viajar meio mundo para uma aldeia onde a tal correspondente da carta morava. Mas quando Julia chega, descobre coisas inimagináveis, coisas que pertenceram ao seu pai quando era mais novo. Lá ela também descobre o ponto de fuga da paixão e a crença no poder que o amor tem. 

Não há tristeza ou desespero, mas sim um novo desafio que o leva a desenvolver a arte de identificar uma pessoa pelo som do coração batendo. E é assim que ele conhece o amor de sua vida, Mi Mi. Uma garota que aos poucos vamos descobrindo que também teria motivos de sobra para desistir da vida, mas que simplesmente vive como se ela fosse um grande milagre. A história segue de forma tão impressionante que as deficiências de Tin Win e de Mi Mi se tornam um simples detalhe.
A narrativa de Jan-Philipp Sendker é intensa e ao mesmo tempo tão leve, ressaltando sempre em questão a arte de amar e como não sabemos como amar, mas talvez o livro fale bem mais do que amor, fala sobre viver sobre como se sobressair as coisas que nos deixam tristes ou magoados, não é um livro de autoajuda e passa bem longe disso, porém conta história de um personagem que foi capaz de aguentar vários obstáculos da vida da forma mais forte e calada possível, sem reclamar e com um sorriso espantado no rosto. 

A leitura de "A arte de ouvir o coração" não é rápida, mas é muito simples e de fácil entendimento. Contemplado de personagens cheios de histórias como Tin Win e Mi Mi, roubando todos os capítulos do livro; a história se passa por um amor antigo e bem revigorante que chega a dar vontade de amar dessa forma. 

Como tido no paragrafo anterior os personagens de Sednker chamam atenção em sua obra,  pois estão são construídos plenitude, mas também de falhas. Apesar de o autor criar personagens que inspiram ele não esconde o lado negativo e negro de seus personagens, equilibrando tudo a seu tempero. Se você está procurando uma leitura emocionante, que toca o coração de forma simples e espontânea "A arte de ouvir o coração" é uma bom pedido, trazendo luta pela vida, confusões familiares e enfrentando as dificuldades impostas pela vida.  

Um comentário

© setecoisas.com.