21.5.14

Resenha: "A Escolha" de Kiera Cass

Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte, 2014
Páginas: 352
Avaliação: ★★★★
Série: A Seleção, volume 3

Confira mais uma resenha dupla, com a Julia Nunes do Entrando nos livros, dessa vez sobre o terceiro livro da série A Seleção, que faz sucesso e badalos com a moçada com apenas uma pergunta: "quem será escolhido?".  O terceiro e último livro, A escolha, dará o fim de um triangulo amoroso, assim como também um time será vencedor: Team Maxon ou Team Aspen.

Cá entre nós: terminar uma série nunca foi fácil, aceitar o que acontece em A Escolha também não é de ser tragado de modo ligeiro ou simples, é uma leitura que no seu fim faz refletir e até mesmo discordar da autora - porque sempre queremos uma coisa e acontece outra no final da série.

Eu, Julia, sou Team Maxon assumida desde o início, pois achei a história de Meri com Aspen um pouco ultrapassada, mas não gostei de algumas coisas que o Maxon fez. America, Aspen e Maxon são protagonistas engraçados e cheios de astúcias, há horas que amamos cada um e também horas que odiamos de forma mais seca do universo, eles são capazes de fazer você gostar de suas atitudes e ao mesmo tempo repudiar diversas outras. Dessa forma, Kiera Cass carrega o leitor numa perspectiva de: o que vai acontecer? 

Há fragrância de garra e vontade por parte das mulheres, agora que só restaram quatro, as verdades vem à tona (mas já dava para perceber que): algumas estão por fama, outras por amor, outras nem queriam estar lá e algumas outras foram por obrigação. As 35 garotas que entraram entraram na disputa, pelo menos as que não foram embora nos 10 primeiros dias, se desempenharam em mostrar o quanto são fortes e de que muitas vezes não precisam ser donzelas indefesas para serem salvas.

A Escolha, por dar conclusão a reviravoltas - na Guerra e no romance - deixou muitas (ênfase no muitas) expectativas para os leitores, esperávamos mais da autora, apesar de termos gostado do último livro, o livro foi corrido quando se tratava de ação, principalmente o final. Não sabemos se, o final aconteceu muito rápido ou se a leitura estava rápida demais para pegarmos todas as pontos, engolir tudo o que estava acontecendo e até mesmo aceitar. Kiera Cass joga com tudo em cima dos seus leitores, um final realmente surpreendente (e ao mesmo tempo previsível), que deixa muitas outras pontas soltas e uma obrigação para Kiera Cass em escrever um pouco mais (pelo menos um conto sobre o como está a vida de todo mundo). 

Em suma,  livro é surpreendente mesmo sendo totalmente previsível algumas cenas e partes. "Minhas emoções por esse livro são diversas. E confesso que me bateu uma ressaca literária depois que eu o acabei." diz Julia, no caso do Igor "A Escolha foi um livro que eu esperava há muito tempo, desde a leitura de A Elite, somos trilhados não pela história de Illéa, mas pelo romance; o romance de America entre o Príncipe e o Guarda sempre foi o foco da série.". Talvez não acostumados com finais ou não querendo aceitar finais o livro não tenha alcançado a nota máxima, a série de Kiera Cass vai deixar saudade dos seus personagens, do romance fofinho e dos anseios de America. 

Postar um comentário

© setecoisas.com.