29.5.14

Resenha: Cinderela Chinesa

Autora: Adeline Yen Mah
Editora: Seguinte
Páginas: 176
Avaliação: ★★★★

Após meses ouvindo minha amiga recomendando sem parar e procurando Cinderela Chinesa por todos os lugares, decidi que eu também necessitava ler o livro e conhecer a história fantástica de Adeline. Quando eu realmente peguei Cinderela Chinesa para ler eu não consegui desgrudar, porque é uma história real, que capta a atenção do leitor com um sofrimento, mas ao mesmo tempo com uma esperança do tamanho do universo. 

A história acontece durante um dos piores, se não o pior, período da China: uma guerra civil de quando Mao Tsé-Tung assume poder sob o país e implanta com mão de ferro um governo comunista. No romance biográfico de Adeline Yen Mah somos inseridos na sua infância, do modo mais horrível que poderia acontecer, também encaramos uma cultura diferente da nossa. Cinderela segue o padrão, conta a história de uma menina que é maltrata pela madrasta, tratada com indiferença pelo pai e odiada pelos irmãos, de uma criança que busca uma solução não em sapatinhos de cristal ou fada-madrinha, mas sim nos livros, nos estudos e no amor do seu avô e tia - únicos familiares que gostam da menina. 

Além do sufrágio que está acontecendo ao mundo ao seu redor Adeline é obrigada a crescer rapidamente, é possível destacar isso através das histórias do seu sofrimento de quando criança, de como sua infância foi usurpada tão sem motivos ou explicações, porém os problemas e barreiras, para a jovem, não são empecilhos ou justificativas para parar no tempo e desistir de tudo, muito pelo contrário, Adeline encontra seus momentos de glória, o momento em que pode correr para realizar, e não desistir, dos seus sonhos. 

Adeline Yen Mah ao contar sua própria história torna tudo tão melancólico, mas ao mesmo tempo deposita tanta esperança e inocência nas páginas, criando um sentimento de amor e tristeza no leitor. Depositei tantas expectativas no livro, sabe, é tão ruim ver uma criança ter que fazer o papel de adulto, ter que agir como gente grande e perder toda a infância, as amigas, as diversões... 

Eu adorei Cinderela Chinesa desde o começo ao fim, é um livro que ensina: que nunca devemos deixar de ser que somos, quem queremos ser e, principalmente, os sonhos que queremos realizar. Ensina que podem existir barreiras das pessoas que deviam te apoiar, assim como existe barreiras da vida, mas que você (como Adeline) é capaz de ultrapassar tudo para alcançar o bem maior: a felicidade! Recomendado! 

3 comentários

  1. http://design.tutsplus.com/tutorials/how-to-mold-paint-splatter-to-a-face-in-photoshop--psd-3314

    ResponderExcluir
  2. http://sixrevisions.com/photoshop/top-50-adobe-photoshop-tutorials-of-2009/

    ResponderExcluir
  3. No momento não estou na vibe de livros com uma carga emocional muito grande mas adorei a resenha e fiquei bem curiosa para conhecer melhor a vida da personagem e o que ela passa. Vou adicionar no Skoob para ler futuramente ;)

    Beijo,
    Naty.

    ResponderExcluir

© setecoisas.com.