Resenha: "O legado de Syrena - Poseidon" de Anna Banks

Autora: Anna Banks
Editora: Novo Conceito, 2014
Páginas: 288
Avaliação: ★★★★
Série: O legado de Syrena, volume 1.
"Alguns seres humanos passam a vida toda fazendo algo que não é o que parece ser."
O primeiro livro da série "O Legado de Syrena" começou de uma forma que me conquistou rapidinho. Uma leitura simples e, pode até ser mesmo, prazerosa. Poseidon é um livro bastante clichê e me lembrou muito Aquamarine (um filme bom, por sinal, e que eu assisti já faz uns 3 anos). Uma temática fácil de se acostumar e até mesmo rápida para entrar no mudinho que Anna Banks criou. 

Foi esperando um grande evento com o Rei/Deus dos Mares, Poseidon, que eu fui convencido e atacado pelo livro. Mas Anna Banks se afastou bastante do que imaginei para o livro, descidamente ela criou uma nova raça. Os Syrenas são basicamente sereias. Logo, tudo o que eu esperava de mitologia grega, foi despedaçado e deixado um pouco de lado. Deixado o aspecto da mitologia de lado, acabei me apegando mais ao romance que se desenrolava na história do que a "guerra" que estava para acontecer ou até mesmo qualquer outra coisa que não estava relacionada ao romance. Simplesmente o romance fofinho me levou para dentro da história e me fez terminar o livro. 

Como já dito os Syrenas são espécimes de sereias e eles estão divididos em dois territórios os de Tritão e os de Poseidon. Os dois "reinos" já conviveram em paz e harmonia que não parecia ter fim, mas por eventos de perdas e ganhos os dois "reinos" começaram a se confrontar. Esse conflito pode acabar com a espécie Syrena. Voltando para o começo do livro: Emma é uma menina belíssima e que encanta todos os lugares, após ela cair em cima de um garanhão (literalmente), sua vida muda completamente. 

Emma é uma personagem que mesmo com seu gênio forte e rebeldia encanta o leitor logo de cara (bom, pelo menos isso aconteceu comigo),  e mesmo contendo uma história clichê, a jovem faz cenas e peri-peças que faz pensar "ela disse isso mesmo?" "não emma, eu não acredito que você fez isso!". Assim como a protagonista os outros personagens também são criados de uma forma que deixa a leitura agradável.

Anna Banks conduz o leitor de uma forma bem singela e simples, uma leitura boba que é capaz de extasiar o leitor durante horas. Um livro curto, mas com uma história até um pouco densa, que pode ser levada com facilidade e ginga pelo leitor. Uma escrita rápida e eficaz foi algo totalmente recompensadora para o término do livro. 

A Editora Novo Conceito fez um trabalho físico gratificante na obra, além da capa que chama bastante atenção, a diagramação do livro está linda. Uma leitura recomendada para quem gosta de sereias, e não só delas, mas também de um romance bem fofinho. 
"Os seres humanos são mais esquisitos do que pensei. Porque fingir ser algo que não é?" 

Post a Comment