1.1.14

Resenha: Barba Azul | capítulo grátis

Autor: Charles Perraulft
Editora: Wish
Páginas: 13
Avaliação: ★★★★★
Série: Contos de Fadas. Conto 1, volume 1

Era uma vez...

Barba Azul é um homem muito rico e assustador por ser muito feio, a barba azul não o ajuda em nada e só o torna mais feio. É um homem casamenteiro que suas ex-mulheres desaparecem sem mais e sem menos. Quando ele se encontra necessitado em casar novamente, logo faz mil e uma chantagens - porque o dinheiro não compra o amor, mas facilita bastante - para se casar. Logo encontrou uma esposa e foi morar no seu castelo. Pouco tempo depois Barba avisa a sua amada que vai passar alguns dias em viagem e deixou um punhado de chaves da mansão, inclusive de um quartinho que ele avisou que ela não deveria acessar em hipótese alguma. Será que ela aguentará a curiosidade? 


O conto foi publicado há quase quatro décadas e a Wish trouxe o esquecido Barba Azul, para nossas prateleiras, fazendo com que não esquecemos dos contos que divertiam ou assustavam nossos avós e até mesmo nossos pais. Mas não existe um livro somente com um conto né? Então a Editora Wish reuniu vários contos dentre eles Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel, Sapatinhos Vermelhos...

Sabe quando criam histórias para ficarmos com medo, creio eu que o Barba Azul, criado por Charles Perrault tem o intuído de assustar as crianças com o aviso: não sejam curiosos. 

HARRY CLARKE, 1922
Mas, apesar da riqueza, ele tinha uma tristeza: sua barba era azul. A barba o fazia parecer tão feio e assustador que as moças fugiam quando se deparavam com ele.
Como apenas li o primeiro conto, não posso dar uma nota geral. Por isso deixei a nota no mediano. Cabe ao gosto do leitor decidir se vai comprar o livro (que já está disponível no site da Editora) com um preço bem camarada. O livro reuni vários contos e sem censura, logo, é mais classificado para adultos e jovens, mas não crianças. 

Quem gosta de colecionar historinhas infantis essa também é uma boa deixa, porque além de trazerem os contos em suas versões originais, o exemplar está repleto de ilustrações como as de Harry Clarke (imagem acima), Gustave Doré e A. Guillon. Talvez você encontre uma Branca de Neve sanguinária e não com a maquiagem que a Disney coloca em todas as suas princesas, então leia esse livro que conta em tom cru e nu a verdadeira faceta das princesinhas. 

2 comentários

  1. Essa história parece ser bem legal, assim como todos os contos!

    ResponderExcluir
  2. Contos infantis antigos tem algo de especial que não sei dizer. Gostaria de ter um livrinho destes!

    ResponderExcluir

© setecoisas.com.