28.11.13

Resenha: Encarcerados

Autor: Alexander Gordon Smith
Editora: Benvirá, 2012.
Páginas: 296
Avaliação: ★★★★★
Série: Fuga de Furnace, volume 01.
"Desafio até mesmo o adulto mais corajoso a passar uma noite em um lugar como a Penitenciária de Furnace, no mais escuro breu, sem pensar que cada ruído é algo bem atrás de você, com dentes como punhais. olhos prateados e hálito exalando sangue; que todo sopro de ar que percorre sua pele é a investida de uma lâmina implacável; que cada mínimo movimento é um fio de escuridão se envolvendo em sua garganta e se enroscando na profundidade de suas entranhas, onde vai se banquetear com a sua alma. Página 87
Encarcerados é um livro tenebroso e assustador, mas nada impede ler esse livro de maneira tão feroz e ainda querer mais. No verso deste exemplar encontramos diversas palavras que repelem o leitor como: demônio, inferno, capeta! Nesse mistifório diabólico o medo em continuar a ler competia com a curiosidade que tive no começo da leitura. Encarcerados é um livro leve - levemente do mal - e divertido. Não gente, é verdade, é um livro que deixa o leitor com angústia pelos seus personagens e principalmente pelo protagonista. Brincadeiras a parte; A escrita de Alexander Gordon é entusiasmada pelo suspense e desventuras do maldoso Alex Sawyer.

Alex Sawyer - o primeiro protagonista perverso que encontrei em toda minha carreira literária como leitor - desde os doze anos de idade colocou seu gene ruim para funcionar; no início da adolescência já batia e roubava dinheiro de garotos mais novos, típico filmes americanos, na medida que foi crescendo seus atos rebeldes também aumentaram: os furtos passaram a ser agressivos e a prática de roubar casas tomou conta do jovem, sempre em companhia do amigo, Toby. Quando a dupla pensou que poderia se safar de todos os roubos facilmente, o destino se demonstrar em desfavor dos jovens: seres de terno-preto e máscaras  entram em cena e liquidam o jovem Toby sem mais sem menos, na frente do amigo. Como se não bastasse ver o assassinato do amigo, Alex também é culpado por matar o amigo! Para piorar a situação foi fundada uma penitenciária somente para jovens, Penitenciária de Furnace, os jovens que entram nesta instituição nunca mais saem de lá. 

O pior não é viver em pena vitalícia, mas sim viver dentro da Furnace, um lugar horripilante: não desejo nem para a pior pessoa do mundo passar uma semana lá dentro. Alex pode parecer machão fora da penitenciária, mas quando entra no buraco da Furnace, ele grita como mulherzinha e se frusta com tudo o que fez de ruim para os outros. Mas ele não devia estar lá dentro, não foi ele quem matou, por isso vai arrumar uma forma de sair do buraco do inferno - sim, Furnace é literalmente um buraco, está fincado nas estranhas metros abaixo no solo . 

Se eu senti pavor? Se senti angústia? Se senti medinho? Sim, sim e sim! Por mais que eu tenha sentindo raiva do protagonista no começo, passei a ter pena dele ao ser julgado por algo que não fez e ainda mais por estar dentro da Furnace. Mas as três perguntas e o que pude sentir, garantiu êxito em me amarrar a trama. Alexander Smith  escreve com maestria e não liga se o leitor vai se assustar ou abandonar o livro, está lá, pura maldade. 

O final não poderia ser pior - melhor? - do que foi. Totalmente arrebatador, deixando o leitor com uma ânsia pelo próximo volume, necessitando de uma continuação. Por ser uma leitura rápida você consegue absorver os três livros já lançados pela Benvirá em menos de uma semana! 

''Só muito mais tarde compreendi como a escola pode ser parecida com uma prisão.''

Fuga de Furnace é uma diversão garantida para aqueles que amam terror e não se importam com o  sofrimento protagonista. Para quem não gosta do tema, arrisco deixar a dica, não por parecer pesadelo, mas pelo Alex que foi preso injustamente e fará de tudo para conseguir sua liberdade. 

Um comentário

  1. AHHHH! Muito perfeito esse livro e eu estou louca por ele *-*
    Não lembro ao certo que blog vi a capa do livro,mas sua resenha foi muito boa e me deu uma vontade de comprar ele agora mesmo! Gosto bastante do tema terror e quanto mais ansioso ele me deixar fica cada vez melhor *-*
    Parabéns pela resenha (:
    http://romances-para-te-fazer-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© setecoisas.com.