Resenha: "A 5ª onda", de Rick Yancey


Autor: Rick Yancey
Editora: Fundamento
Páginas: 368
Avaliação: ★★★★★
Série: Quinta Onda, volume 01.

Não sou muito fã de espaçonave, seres cabeçudos, dedos cumpridos e verde. Minhas concepções não são muito tangíveis em relação a extra-terrestres,  sempre achei algo muito apático os seres de outro mundo. Eis que surge mais uma distopia - quando distopia já se torna algo simples - com uma proposta alienígena.  Duas coisas me levaram a ler o livro: 1 a capa perfeita e 2 todo mundo estar falando bem. Além de uma capa bonita na estante fui presenteado com uma escrita viciante, feroz, espetacular e interativa. Meus dois conceitos: que distopia já estava dando no papo e o dos aliens foram quebrados no mesmo momento em que:

1º Onda: apagam-se as luzes. 
2º Onda: começa a arrebentação. 
3º Onda:  pestilência; 
4º Onda: inicia-se o silêncio.

Encenado em um mundo pós-apocalíptico, a confiança e a segurança andam em caminhos contrários. Onde você mata por fast-foods, aprende desde cedo a matar, porque de duas uma: você mata ou você morre. Desde a  Chegada a Terra se tornou um mundo de dúvidas e incertezas. Mas isso é o de menos, quando você está de confronto com uma escrita tão crível quanto a de Rick.
"Antes de achar você, pensei que a ultima forma de me manter inteiro era encontrando um motivo para viver. Não é assim. Para continuar inteiros, é preciso encontrar alguma coisa pela qual se esta disposto a morrer!"
O apreço sobre a protagonista se deve a sua voz já calada ou aos seus sentidos já evoluídos de transpor o mundo em sua volta, as perdas, ou melhor, um desabafo melancólico e nostálgico de tudo que se foi com a aparição de uma raça mais futurista. Carrie é uma personagem que só sofre durante a maior parte do livro, mas é devido sua personalidade comoda, remansada e autoritária que o leitor é conquistado; Somos apresentados a diversos personagens construídos intelectualmente de uma forma digna e divergente - que facilitam mais uma vez o apego ao livro publicado pela Editora Fundamento, em 2013. 

O romance é um ingrediente indispensável para um livro cheio de ação, através dele o leitor vai se encontrar ainda mais conectado com o livro . É um romance dosado, cativante e... Nas 368 páginas muitas coisas me lembraram Jogos Vorazes, como o instinto sanguinário que o autor tem de matar as personas - e até agora não matou alguém que eu goste, por sorte. 
"Isso parece loucura. Estou Louca? Perdi a cabeça? Só se poder dizer que alguém está louco se houver outra pessoa que é normal. Como o bem e o mal. Se tudo fosse bom, nada seria mau. Loucura: a nova normalidade."
O leitor é acometido e tem que se acostumar com a leitura rápida e instigante  - que maltrata e faz pedir bis. A verdade é que não existem conceitos que possibilitem uma realçada descrição da obra de Rick Yancey, seu texto é denso, bem narrado, bem contato e cheio de vontade de entreter o leitor com uma história espacialmente magnifica. 

O primeiro de uma trilogia de sucesso - que já dá para sentir - trás uma temática que pode fazer você chorar por toda a perda, que pode ter fazer sorrir pela irônicas e as piadas que o autor introduz nos capítulos, que pode te fazer ficar com a raiva devido as injustiças; mas, uma coisa pode-se ter certeza é um livro que você pode rejeitar no começo, mas quando ele te conquistar você não vai repensar 3x, 4x ou 5x em querer reler o livro e sobreviver toda a ação novamente. 

Desculpa, mas você não pode deixar de adicionar A 5ª Onda na sua estante - e aumentar ainda mais suas dívidas. Esse livro pode entrar nos seus favoritinhos na ala de distopias e também na de uma escrita infalível, contagiante e sagaz. Se você não gostar da trama, sinto muito, mas esses personagens vão pegar você de uma forma desconhecida e te sufocar de empolgação para os dois próximos livros. 
Porque, se eu for a última, então eu sou a Humanidade.
E se essa for a última guerra da Humanidade, então eu sou o campo de batalha.

  1. Necessito desse livro, porque como você mesmo disse
    1º a capa é perfeita e 2º Ta todo mundo falando dele....
    Se papai Noel estiver lendo esse comentário, por favor bom velhinho, me dê a 5ª Onda de Presente (pleaseeee)

    http://naestantedeumgaroto.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  2. Também não sou fã dos carinhas verdes e cabeçudos! Ahahahaha!
    Mas pela sua resenha, parece que o tema é tratado de um jeito um pouco diferente do que costumamos ver por aí, né?!

    Beijos, Entre Aspas

    ReplyDelete
    Replies
    1. É sim Carlinha, muito criativo a forma que o autor colocou esses e.ts na história. Se você tiver oportunidade de ler, não hesite.

      Delete
  3. Esse livro é, apenas, maravilhoso!!! Li, amei e espero ansiosa pela continuação. Uma distopia incrível de tão boa. Adoro alienígenas sádicos! Adoro cada parte desse livro! A fundamento arrasou!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Nem me fale dessa continuação, sabendo que ela vai demorar um pouco, fico muito triste!!!!!!!!

      Delete
  4. Quase peguei esse livro, mas então vi que tinha continuações e a culpa por já estar acompanhando um monte de séries acabou me detendo. Mas assim que ficar livre vou começar a ler. Parece ser ótimo!

    Terra de Fagulhas

    ReplyDelete
    Replies
    1. Michael, você não sabe o que está perdendo. O ruim mesmo é que vai demorar para sair o segundo, tipo, porqueeeeeeeeeeeeee? Cryyyy

      Delete
  5. Uau! Está resenha está de tirar o folego, posso sentir o clima do livro só pela resenha, rs.
    Eu quero muito ler este livro, pretendo lê-lo em breve.
    Amei o post!
    Abs!
    Jesus te ama <3
    http://hey-mygod.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  6. Sempre que fico aqui fico sem fôlego..
    Postagem visual. Igor, você é demais!

    A propaganda deste livro foi incrível.
    Eu também não sou muito fã de livros com "extraterrestres" - tanto que não consegui terminar de ler "A Hospedeira", mas.. você me fez ficar interessada no livro!

    Estava com saudades de vir aqui!

    ♥ Beijos, Lu
    http://luizando.blogspot.com.br

    ReplyDelete
  7. Ah se não bastasse a capa, o tema e todos os elogios, ainda tenho que ler essa resenha pra me deixar mais desesperada ainda pelo livro!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ReplyDelete