Resenha: "Na companhia das estrelas", de Peter Heller


Autor: Peter Heller 
Editora: Novo Conceito
Páginas: 407 
Avaliação: ★★★★★

Faz muito tempo que não sou pegado por um livro com tanta filosofia e com tanta descrição, isso por parte de alguns leitores prejudica a leitura. Por ser um livro focado "em filosofar" acaba deixando a leitura arrastada. Mas (sempre tem um mas, não é mais) eu adorei a narrativa de Peter, adorei conhecer seus personagens e sua escrita extraordinária. Por meio da leitura é possível perceber o quanto o autor queria surpreender - mesmo no começo da leitura o livro transparecer nada de novo.

A história é contata em primeira pessoa, por Hig que é o cara mais espetacular do livro, mesmo com a perda de sua ex-mulher, Melissa, ele não deixou de ter um bom humor e que a vida lhe derrubasse. Após gripe monstruosamente modificada que desintegrou a maior parte da população humana, Hig que conseguiu escapar do vírus letal com seu cachorro, Jasper,  e um vizinho insuportável, terão de morar no hangar de um aeroporto. Para garantir a vida dos três, o pequeno aeroporto virou uma base (aquelas de exército e tal). E para ser mais eficaz a proteção Hig e seu cão fazem rondas todos os dias para ver se tem alguém chegando perto da base. Até que tentando fazer contato com outros aeroportos capita uma mensagem. Por nunca perder as esperanças Hig permite que essa mensagem o atormente durante anos, deixando rastros de que existe pessoas não doentes e vivas espalhadas por ali. 

Cansado de sua vida de andar pelas montanhas e pescar, a mensagem que atormenta Hig. Aquelas voz que persegue e sua esperança infindável, faz com que ele largue seu "lar" que é seguro e vá a busca do desconhecido. E é aí que a aventura começa e é aqui que paro de falar, porque você tem quer ler. 
"Agora não sinto nada. Sinto da mesma maneira que minhas pernas sem botas se setem depois de dez minutos na neve derretida. Anestesiadas e felizes. Felizes por estarem anestesiadas." Página 205
"Talvez seja essa a diferença entre o vivo e o morto: o vivo sempre quer estar anestesiado e o morto, nunca, se é que quer alguma coisa" Página 205
A diagramação da Editora Novo Conceito ficou muito boa e diferente, já que não tem os travessões de conversa, o que me deixou doidinho (tipo: não tem diálogos, só quando fui ler entendi como era o sistema do livro). E após a leitura entendi o porque de: Best-Seller indie, Melhor livro no Atlantic Monthly, Melhor livro no The Guardian, na Amazon. Publishers, Weekly, Escolha do Clube de Leitura da Oprah, Melhor Livro do mês na Apple. É um livro que apesar de ser ficção se encontra muito com a realidade, com o hoje. Embolada numa fantástica capa, conhecemos o cerne de um homem, de uma personalidade, de uma razão. 
"Feche os olhos. É o que está por dentro. O que está por dentro se movimentando, nadando em dor como um peixe cego nada eternamente. O que sobrevive é o que permanece. Renova-se, renova o amor e a dor. O amor é o fundo do rio e a dor o preenche. Enche o rio de lágrimas todos os dias" Página 148. 
Eu devo falar que morri de rir, mas também morri de chorar? Sei que muitos não chegaram nem a se comover com o livro, mas é um livro tão bem escrito, sentimental. Eu praticamente conheci Hig. Conheci sua dor, conheci perder várias pessoas que amo.  E por isso sou realmente grato a Heller, por sua escrita detalhada e pelo o que ele quis transmitir. De tantos motivos não posso deixar de recomendar o livro, apesar de alguns não gostarem, eu adorei.

  1. Li sua resenha e a de outra pessoa que não gostou...e agora, o que eu faço? hahaha Vou ter que ler e tirar minhas próprias conclusões =D

    www.resenhasealgomais.com.br

    ReplyDelete
  2. Uau, ainda bem que acabei de ganhar esse livro numa promo rs, depois dessa resenha PRECISO ler. Estou curiosa também para ver essa diferença que há no livro, tanto na escrita como na diagramação. Adorei a resenha <3

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  3. Oi! Nossa, eu já tentei ler esse livro mas, eu tinha acabado de sair de uma ressaca literária, ai acabei não acompanhando direito as primeiras páginas e deixei o livro de lado. Mas, dps de ler tua resenha fiquei bem animada!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ReplyDelete
  4. Que resenha maravilhosa! Que livro maravilhoso. Acabei de conhecer o seu blog e já adorei. Amei a forma como você escreve, ele entrou pra minha wishlist, hahaha
    Boa semana!
    www.literallypitseleh.blogspot.com.br

    ReplyDelete
  5. Olá, vish... Preciso ler esse livro >.<
    Amei o blog ;)
    http://euleiosophieoliver.blogspot.com/

    ReplyDelete
  6. Adorei a capa desse livro e estava louca para saber do que se tratava, gostei da sua resenha, mas confesso que fiquei meio que com o pé pra trás, não consigo viajar nessas filosofias... HAUSHUASH
    Bom que funcionou para você, vou procurar saber mais sobre, vai que animo a ler...

    Adorei o seu blog e estou te seguindo! Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ReplyDelete
  7. Amei o layout do blog, apaixonante *-*
    Amei esse livro, acho que iria amar lê-lo faz bem o meu estilo, sua resenha foi muito boa e me deu mais vontade de ler :)
    Gostei bastante da sua resenha.
    Beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ReplyDelete