Resenha: Lola e o Garoto da Casa ao Lado


Autor: Stephanie Perkins
Editora Novo Conceito, 2012
Páginas: 288
Avaliação: ★★★★★


Lola Nolan é uma designer, que não acredita em moda, e sim, em trajes. Gosta de roupas expressivas, com muito brilho, quanto mais à roupa for divertida, melhor. Ela tem um estilo bizarro, impossível não amar essa personagem, ela é bem diferente, até um pouco maluquinha, sua melhor amiga se chama Lindsey. E tem um namorado roqueiro, Max. Mas apesar de parecer uma louca, ela é uma ótima amiga e uma filha dedicada. Outro ponto interessante são seus pais, ela é “filha” de um casal homossexual, Nathan e Andy, e confesso que os acho pais muito fofos, superpais, carinhosos.
“Não acredito em moda. Acredito em figurino. A vida é curta demais para sermos a mesma pessoa todos os dias.” página 10
Pule o parágrafo pode conter spoiler Max, o namorado de Lola é daqueles roqueiros de banda, ela o conhece em um dos seus shows, e algum tempo depois começam a namorar. Max é um cara mais velho, já tem sua própria vida, mas teve que ir conhecer os pais de Lola (mesmo contra a sua vontade) e como todos os pais, eles colocaram regras, que é claro, eles quebraram. O namoro dos dois está indo de mal a pior cada vez mais. Certo dia, Lola descobre que seu vizinho Cricket Bell — por quem ela fora apaixonada — voltou a morar na casa ao lado. Então, eles começam a manter contato pela janela do quarto. Será que essa conversa vai ficar somente pela janela do quarto?

Stephanie Perkins desenvolveu personagens malucos, mas personagens únicos, tangentes e engraçados. A autora explora muito bem a história, no começo é um livro meio chatinho, mas depois vão acontecendo coisas e coisas, a cada nova página vai ficando mais interessante, a cada nova folha é uma descoberta, a cada novo capítulo uma surpresa, até que você não consegue mais parar de ler.

Ainda não leu o livro? Corra compre e leia! É o tipo de livro fofo e lindo, que toda menina gosta. Capa linda, cores lindas, personagens lindos, autora linda, história apaixonante e engraçada. Apaixonei-me por cada nova surpresa dessa historia, numa narrativa gostosa de ler.

  1. Olá, tudo bem?
    Lá no meu blog está rolando um BookTour do livro 72 Horas para Morrer em parceria com o autor Ricardo Ragazzo. Espero sua participação.
    Clique no link e saiba mais:
    http://umsimplesprazer.blogspot.com.br/2013/08/novidade-booktuor-e-autor-parceiro.html

    Beijos!!

    ReplyDelete

  2. Não canso de ler resenhas desse livro, sério. Antes de tudo, e esses nomes "esquizofrênicos" dos personagens? Cricket e Calliope, pior que novela mexicana. Mas é isso que eu gosto dos livros da Perkins. Você nunca sabe o que vai encontrar.
    Esse livro é pra você ler fazendo aquelas cara felizes ou aquele monte de awnnn.

    Beijos

    ReplyDelete
  3. Já ouvi falar muito bem da autora e de seus livros. Várias pessoas amaram Anna e o Beijo Francês, e estão amando Lola e o Garoto da Casa ao Lado. Definitivamente, Stephanie Perkins está roubando o coração de leitores pelo mundo a fora.

    ReplyDelete
  4. Eu estou lendo Anna e o beijo frances, e Lola é a proxima leitura. Escutei falar muito bem do livro, e sua resenha está otima! Bom saber que a parte "chatinha" é só no início, assim eu não desanimo por conta disso quando for ler! Haha

    Um beijo
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ReplyDelete
  5. Terminei um livro agora e estava naquele período de escolha do próximo. Acho que seu último parágrafo resolveu meu dilema! Ahahaha!

    Beijos, Entre Aspas

    ReplyDelete
  6. Oi,

    já li esse livro e amei! Na verdade, eu amo a autora! Apesar das histórias não serem muito surpreendentes, elas são sempre muito divertidas! Ótima resenha, parabéns!

    Bjs

    ReplyDelete