30/05/2013

Resenha: O começo do Adeus


Autor: Anne Tyler
Editora: Novo Conceito, 2012.
Páginas: 180
Avaliação: ★★

Não esperava nada do livro, mas me impressionei com a escrita infalível.  Totalmente cômico, O começo do Adeus não é um dos melhores livros que já li. Mas ele trouxe um requisito diferente, do qual não estou acostumado. 

Aaron é uma homem de meia idade, ele trabalha na empresa editorial da família e acaba de perder sua mulher em um acidente, uma velha árvore que ficava bem próxima de sua casa acabou desabando sobre a casa do casal. O protagonista não consegue se despedir da amada Dorothy, de modo que é comum que enquanto ele realiza suas atividades normais do dia a dia veja a mulher ao seu lado como se ela estivesse viva, e nada tivesse acontecido.

27/05/2013

Resenha: Sonhe mais


Autor: Jai Paush
Editora: Novo Conceito, 2013
Páginas: 256. 
Avaliação: ★★

Vejo Sonhe Mais como um desabafo e uma lição de vida. Basicamente o livro foi escrito para aqueles que estão passando ou já passaram pela dor da perda. Mesmo eu não tenha perdido alguém de suma importância me coloquei no lugar na escritora, da sua vida naquele momento, da sua tristeza e — até parece ser um livro chato, mas não é — melancolia. 

Jai Paush é casada com Randy, um PhD em Ciência da Computação na Universidade Carnegie Mellon e escritor de A lição Final, o livro foi escrito quando o autor estava doente, relatando os seus dias e como ele buscava melhorias para si. Em 2007 o casal descobre que Randy está com câncer no pâncreas. Como Randy veio a falecer, podemos observar somente o lado de Jai, o caminho que ela terá que estrear sozinha e com seus filhos ainda pequenos, a batalha de vencer um câncer a ponto de largar seus filhos na casa de parentes, abandonar para salvar uma pessoa que ama. — não é um livro dramático e está muito longe disso — A lição é: a vida continua.

26/05/2013

Vídeo: Boné, nova série, livro por 50 reais, tô louco. O que é isso Igor?

Estou menos nervoso do que o último vídeo, porém falei muito errado. Mas sabe como é não é? Quando não se tem experiência parece que nada funciona. Funcionou! Não do jeito esperado, mas saiu. O vídeo falará sobre a tag: Pecados Capitais e como eu sei ser estranho



25/05/2013

Resenha: Sohuem

Autor: Laura E. Haubert
Editora: Novo Século, 2012
Páginas: 248
Avaliação: ★★★★★
Série: Meia noite, volume 02. 

 A leitura do livro foi mais arrastada em relação ao primeiro volume,  a escrita da autora deu um  grande salto, o que me prejudicou, me perdia totalmente em algumas partes.  Nessa escrita adulta e evoluída entra bastante no contexto da época, do cenário. É como se você estivesse lá e soubesse como eles conversavam. Narrativa bem poética, bem detalhista. Em Sohuem percebi a evolução da autora em relação ao primeiro livro, onde era um vocabulário mais fácil e mais rápido. 

Sohuem começa imediatamente onde Calisto havia parado. Nesse livro, ficamos conhecendo melhor o inimigo Volker, e os  novos portadores de insígnias. Conhecemos também mais sobre os cristais mágicos e um sobre novo perigo. Já imaginou como um inimigo é ruim, mas como dois inimigos é pior?  Os jovens Draco, Lucas e juntamente com os novos portadores das insígnias terão que correr contra o tempo para salvar mais que os idosos, as crianças e mulheres.

23/05/2013

Resenha: O maníaco do circo


Autor: Leonardo Barros
Editora: Impressão própria, 2009
Páginas: 293
Avaliação: Bom! 

O Maníaco do Circo é um dos primeiros livros escritos pelo autor, e por publicação própria. Trazendo consigo, uma história (não é mais estória, entenda porquê) repleta acontecimento psicopáticos  e mostrando por vez como funciona a cabeça de um maníaco (ou mais?). Outra vez o autor, assim como em Presságio, usa sua "gingada" no conhecimento da área de medicina e deu uma "temperada" no romance. 

Qual é a sensação de ser maltratado, deixando de lado, abandonado e mal cuidado pela própria mãe? Renato desde muito pequeno teve que conviver com a mãe alcoólatra e namoradeira.  O pobre menino, como se já não bastasse ter uma mãe dessas, tem asma. A mãe desleixada, faz o tratamento do menino totalmente errado, juntado com  a coulrofobia, medo de palhaços, o menino sofre um série de delírios. Renato, em suas alucinações com dragões e fadas alfa, acredita ter recebido uma missão: Acabar com os dragões do fogo vermelho que existem no mundo. 

20/05/2013

Resenha: Escola - Piores anos da minha vida

Escola: Os Piores Anos da Minha VidaAutor: James Patterson e Chris Tebbets
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Avaliação: ★★★★★
Série: Escola, volume 01.

Depois de uma série de romances e suspense. Eu precisava. Eu necessitava de algo que me fizesse rir.O livro trouxe muita alegria e um pouco mais: surpresa! O primeiro livro da série Escola parece um pouco com "O Diário de um Banana", mas eu garanto que esse é melhor. Trata-se de um mesmo clichê americano, onde tem um valentão briguento na escola, a namoradinha bonita e inteligente, o menino excluído e magricelo. Adivinha quem é o Rafa Khatchadorian. A que droga você acertou: excluído e magricelo.

Porém o problema não é dar todo dia um dólar e apanhar do valentão todo santo dia, mas sim o... "Código de conduta da EMHV".  Se você sabe como foi sofrido passar pelo sexto ano, se você tivesse lido esse livro antes não seria tanto sofrido sabe por que? Rafa tem uma ideia! Quebrar todas as regras do código. Todas. Se fizesse tudo certo, poderia transformá-lo no seu melhor amigo.


Mas como quebrar todas as regras? Para não ficar de uma forma nada chata ou cansativa. Khatchadorian faz um tabela de pontos a cada regra quebrada mais se acumula os pontos. Mas não para por aí, além disso tudo:  Sua mãe trabalha numa lanchonete em tempo integral. Seu padrasto passa o dia sentado no sofá. E sua irmã mais nova é a maior dedo-duro. Eu acho que menti, eu falei que o Rafa é excluído, talvez ele não seja porque ele tem um amigo, imaginário, mas tem um amigo. Isso conta né? 

"As pessoas sempre falam sobre como crescer é maravilhoso. Mas eu só via cada vez mais regras e mais adultos me dizendo o que eu podia e não podia fazer, em nome do que é 'para o meu próprio bem'. Sei, bom... Tenho que comer brócolis 'para o meu próprio bem', mas mesmo assim fico com vontade de vomitar." Página 30.

O mais legal é que o livro começa no fim. Como assim Igor? Você está ficando louco? Não estou ficando louco. E acho que devo omitir isso só para você ficar curioso com o livro. Só para você ir lá, comprar e morrer de rir. Aí você deve estar assim: "eu não tenho mais idade para ler coisas de crianças". Mas você se engana, o livro trás consigo além do humor a realidade: bullying, que a cada dia está mais notório. 



O que eu mais gostei é que o livro se parece com minha vida. Não que eu goste de quebrar regras (quê isso, magina), mas é por na minha escola também ter bastante regras do que você deve ou não fazer. E mesmo sem querer eu acabou quebrando regras. O engraçado é que levei um comunicado lendo o livro. Não foi um comunicado por ler o livro, mas por chegar atrasado. Cheguei atrasado porque estava lendo o livro no intervalo e nem percebi que o sinal bateu, daí você já sabe....



É um livro rápido, divertido e muito gostoso. Se você percebeu (é claro que você percebeu), postei várias imagens do interior do livro, ele é praticamente todo ilustrado. Não é de negar que o trabalho da Laura Park ficou muito bonito e bem mais detalhado (mais que em O diário de um Banana). James Patterson é conhecido por escrever suspense muito bons. Esse é o primeiro livro que leio dele e se todos tem uma escrita assim tão envolvente, esse não será o último livro que leio do autor. Mas não devemos somente creditar James porque o livro também teve a contribuição de Chris Tebbetts. 



Hoje foi uma resenha mais contente e diferente. E é claro que recomendo o livro. Para você cabeça dura, que está com encosto ranzinza  ou sempre está estressado. Esse livro é para você. Para você divertir. Então quando você puder comprar o livro não hesite em fazer ok? 

19/05/2013

Estória, história, estórias, História...

Esse português nunca para de inventar moda não é? Quando você pensa que está se adaptando a ele, ele vai lá e muda tudo. Está aí uma coisa que as pessoas sempre se confundem: História, estória e história.

A questão hoje é: Você sabe a diferença entre história e estória?

"Estória" é uma narrativa de lendas, contos tradicionais de ficção, falar sobre algo que não se te veracidade por certeza.  Ex: A estória daquele livro é muito boa.

"história" usada para esclarecer acontecimentos e atividades humanas ocorridas no passado, verdadeiro, real, porém não se encaixa em termos científicos.  Ex: A história da minha vida só eu sei.

"História" escrito com inicial maiúscula  significa a ciência oficial que trata dos acontecimentos no tempo.  Ex: como a História Geral, História do Brasil.

Com as novas regras, em 2009, a palavra "Estória" caiu em desuso e o termo "história" é usado para todos os sentidos. Deu para clarear? Não vale errar mais em. 

16/05/2013

Resenha: Esperando por você


Autor: Suzane Colasanti
Editora: Novo Conceito, 2013
Páginas: 339
Avaliação: Muito bom!

Esperando por você é o primeiro livro que li da autora, desde já,Suzane Colasanti mostra-se jovem, como uma adolescente ao escrever o livro. Certa vez discutindo com amigos, entramos no assunto em que quando um autor entra no assunto jovem, o leitor passa a ficar mais preso na trama. Comprovado! Adaptado a uma linguagem fácil e bastante clichê, onde uma menina fica em dúvida entre o garanhão e o magricelo. 

Sofredora de distúrbio ansioso e por estar deprimida por um tempo, Marisa se exclui dos demais alunos da escola e passa a ser a esquisita da turma. Mas ela quer inverter a situação, agora já está crescida, tem quinze anos, está disposta a mudar para ser mais feliz.

14/05/2013

Resenha: Dragões da Noite - O Segredo Final

Dragões da Noite - Volume 02 - O Segredo Final
Autor: Thiago Fernandes
Editora: Dracaena, 2012
Páginas: 516
Avaliação: Muito bom!
Série: Dragões da Noite, volume 02.

Agora toda a paz e alegria do Reino de Ava está correndo perigo, lembram que eu queria entrar nas páginas do livro na  resenha do primeiro livro? Bom, agora, minha vontade era fujir de todo o sofrimento dos personagens, e todo o sufoco que eles estão passando junto com o universo. Mas eu também queria estar lá para ajudar a salvar aquele lugar perfeito onde as pessoas sempre estavam sorrindo. 

Para quem leu a outra resenha, já sabe como é a narrativa de Thiago; uma leitura deliciosa e uma intenção maior de prender o leitor deixando sempre aquele gostinho de que você vai ser "surpreendido". Surpreendido é uma das coisas que me fez gostar mais da história, eu já havia atribuído uma boa nota no primeiro livro, mas o segundo, tornou-se um dos meus favoritos.

13/05/2013

Vídeo: Testando, falando errado, me ajuda!

É o primeiro vídeo. Então não pegue pesado tá? A luz não está boa, estante desorganizada, sem vinheta e câmera horrível. Hoje nessa tentativa de criar um vídeo, vou falar da tag: alfabeto literário e um desabafo. Ficou enorme o vídeo, mas o que importa é ter saúde né? 



06/05/2013

Resenha: "As violetas de março", de Sarah Jio

Autor: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Páginas: 302
Avaliação: Muito bom!

Sarah Jio está em pioneirismo no campo da literatura, mas de pioneirismo não tem nada em As violetas de março. Esse é o primeiro livro escrito pela autora, trata de um romance divertido e de decisões que deve tomar para buscar a felicidade, mesmo quando o destino parece estar trabalhando para toda infelicidade. 

Emily Wilson foi uma dessas escritores de ficar tempos no rankings de best-sellers, mas agora não sente ânimo para escrever e sempre está insatisfeita com o que escreve. Já ouviu aquele ditado: "Se não é 8 é 80"? Como se não bastasse a carreira fracassada. Seu casamento que parece ser o ideal, acaba em divórcio, seu marido escolhe outra mulher para viver. Com o coração partido, triste e inconsolada, Emily decide que o melhor é esquecer. Viajar para esfriar a cabeça, esquecer o resto de seu casamento e também encontrar de alguma forma inspiração para um novo livro, nada melhor que estar "em casa" para colocar as coisas no lugar, Emily faz a malas e parte para um lugar de infância, onde costumava passar as férias quando menina.

02/05/2013

Como organizar sua biblioteca ou estante

Latest Instagrams

© setecoisas.com | Lifestyle, cultura e fotografia,. Design by FCD.