18.12.12

Resenha: A filha da minha mãe e eu.



Maria Fernanda
editora Novo Conceito, 2012.
272 páginas
Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.




A filha da minha mãe e eu, foi um dos livros mais prazerosos que eu puder ler esse ano. Admirei muito o modo de como a autora aborda um assunto tão atual, de um jeito que chega até ser meio cômico. O grau de explicidade quanto a escrita feita por Maria Fernanda foi perfeita. Mostrando que cada vez a literatura nacional pode melhorar (e já está melhorando).

O livro aborda um estória incrível, como já disse um tema muito atual, já que geralmente filhas tem problemas com as mães, com os pais ou vice-versa. Tratando da família em si, dos problemas que à cercam. Acho que é fácil de pensar que filha e mãe tem um laço inconfundível e inseparável. Porém o livro destrói todo esse conceito de que tudo é perfeito – mostrando que pode haver problemas capazes de abalar a ligação que julgamos ser a mais forte de todas, que é a relação de mãe e filha.

Quando comecei a ler o livro, para falar nem queria ler o livro. Eu só peguei para ler um pouco, só para ver o modo de como a autora escrevia. E quando percebi, fui fisgado. Maria Fernanda Guerreiro escreveu de um jeito muito cativante que prende o leitor até o final do livro – que quando parei na primeira vez estava na página 98 –. Não é um livro parado, fiquei impressionado, com tantas cenas e acontecimentos, até mesmo com o tempo que corria entre as poucas páginas do livro, a ideia foi super organizada. 

A história é contada em primeira pessoa, por Mariana. Após a descoberta que estava grávida, "ela soube que para ser mãe, ela tinha que ser filha." Como assim? Ela começa contando suas histórias de quando era bem pequena, quando via sua mãe rejeitando-a (ou achava isso). Como a história é narrada pela própria personagem é capaz de sentir as angústias, tristezas e até os sentimentos quando Mariana descreve as cenas de quando era criança à sua juventude. 

Muitas pessoas não gostaram muito do livro, não acharam tão perfeito, quanto eu. Mas sim, é um livro que recomendo, e sem dúvidas, é uma leitura rápida (li em um dia). Além de tudo é um livro nacional, o que eu admirei bastante. Super apoio livros nacionais, e isso se tornou mais um motivo para vocês lerem esse livro. Que além de tratar do assuntos em relação mãe e filha. Fala também de vícios (drogas ilícitas), amor e reflexão. 

16 comentários

  1. Oi, fizeram filme desse livro ne? ou eu estou confundindo ele com outro? o.O Bom mas deve ser muito bom o livro vou dar uma procurada para ver se consigo ele :)
    PS: Vi que vc comentou la no meu blog na resenha de Tempest ne? Bom uma dica que eu lhe dou e que nao se deve fazer isso sempre :) E que leia o livro mas ignore os erros pois fora isso ele É MARAVILHOSO vc nao ira se arrepender ;D
    Bjs,

    www.resenhasteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. eu nunca vi esse ;s
    quero ele agora D;

    @esteffanifontes, segue? Beijos,
    Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br
    Seja bem vinda do meu blog.

    (se estiver seguindo, avise, será um prazer poder retribuir!)

    ResponderExcluir
  3. A capa e tanto o título, me fizeram acreditar que o livro se tratava de uma filha adotiva tentando se encaixar, ou se dá bem com sua nova irmã ou família nova.

    Pelo que vi estou erradíssima ! Gosto de estórias com crescimento pessoal e regressão do passado para melhorar sua atitudes do futuro.

    Nem sempre entendemos o amor ou a bronca que a nossa mãe ou pai passa na gente de vez enquando, mas é como eles dizem... um dia vc vai ter um filho e descobrir como é querer proteger a pessoa que vc mais ama e não poder fazer isso o tempo todo sem machuca-ló!

    Adorei a resenha, e vou procurar ler o livro...não digo agora.. mas logo xDDDD

    bjokas e até breve!

    Roberta Sheyler
    http://sonhosliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. O livro tem uma temática muito interessante,falar de relacionamentos familiares não é uma das tarefas mais fáceis e gostaria de ler para saber como a autora conduziu a história.
    Parabéns pela resenha.
    Abraço!

    Bruno
    http://oexploradorcultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Já li e gostei bastante do livro também! A unica coisa que me deixou meio assim é que tudo acontece com a coitada da Mariana ou na família dela, até parece coisa de novela né?! Quando uma coisa é resolvida aparece outra pior, aff coitada da garota. Mas tbm recomendo!!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!!!
    Ainda não tinha visto esse livro...
    Gostei da resenha, fiquei tentada a ler...
    Tenho muitos livros que ainda não os li, mas quando eu ler este te conto o que achei...
    Beijos e uma ótima semana!
    http://nailmypassion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ótima resenha! Não fica triste, existe também lojas online para homens hihih - bjs
    Cantiinho da bia, Bjs

    ResponderExcluir
  8. Ótima resenha, vou procurar em toda minha cidade, mas eu preciso ler esse livro ;D Bjss flor ^^

    Sweet Dreams

    ResponderExcluir
  9. Huuuuuuuum eu tenho este livro aqui em casa, mas não dei muita coisa nele não.
    Bem comecei a olhar com outros olhos agora.
    Beijo

    Baiana Literal
    http://tharcilalima.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Gostei da sua resenha, já vi outras desse livro mas não me interessei por ler :3
    @awnste
    http://www.senhoritaliberdade.com

    ResponderExcluir
  11. Olá :D
    Eu tenho esse livro aqui (ganhei numa promoção ^^'); mal posso esperar para ler, parece ser uma história muito boa :)
    Parabéns pela resenha, amei ^^
    Beijinhos
    Isabelle - http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá :)
    Eu adoro livros que tratem sobre relacionamentos familiares, então esse não ficou atrás.
    Eu gostei bastante da forma como o livro foi construido e da abordagem que a autora usou para falar do tema.
    Beijinhos
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Também sou fascinada por livros õ/
    A história parece ser interessante e foi bom que comentou, muitas pessoas acham que os livros nacionais não tem valor, mas existem sim , muitos escritores que são excelentes!
    caveirasrosas|blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Nunca pensaria em ler um livro assim mas pelo o que você falou parece ser bem legal e interessante, como você consegue ler tantos livros assim em pouco tempo? haha

    bjoss

    http://designermaniagiovana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Consigo sim, tem livro que leio em menos de 6 horas.

    ResponderExcluir
  16. Uau, parece ser maravilhoso esse livro, ainda mais tratando de uma relação tão profunda e incondicional como de mãe e filha né!
    Gostei muito do seu blog e com certeza vou passar sempre por aqui!

    Eu também não tenho costume de postar selos, porém estava se acumulando hehe e as meninas sempre se tornam super amigas né, não dá nem pra dizer não!

    Volte sempre viu Igor!

    Curti sua página para ficar por dentro das novidades ;)


    Beijos e uma ótima semana!
    Vivi Becker

    http://maniadeguria.com.br
    https://www.facebook.com/Maniadeguriaporvivibecker

    ResponderExcluir

© setecoisas.com.