Resenha: Ladrão de almas

Ladrão de Almas
Autor:
Editora:
Páginas:
Série: 
Avaliação:
No turno da noite em um hospital em Maine, Dr. Luke Findley espera ter outra noite tranquila com lesões causadas pelo frio extremo e ocasionais brigas domésticas. Mas no momento em que Lanore McIlvrae — Lanny — entra no pronto-socorro, ela muda a vida dele para sempre. Uma mulher com passado e segredos misteriosos, Lanny não é como outras pessoas que Luke já conheceu. Ele é, inexplicavelmente, atraído por ela... mesmo ela sendo suspeita de assassinato. E conforme ela conta sua história, uma história de amor e uma traição consumada que ultrapassa tempo e mortalidade, Luke se vê totalmente seduzido. Seu relatório apaixonado começa na virada do século XIX na mesma cidadezinha de St. Andrew, Maine, quando ainda era um templo Puritano. Consumida, quando criança, pelo amor que sentia pelo filho do fundador da cidade, Jonathan, Lanny qualquer coisa para ficar com ele para sempre. Mas o preço que ela paga é alto — um laço imortal que a prende a um terrível destino por toda a eternidade. 

Dois séculos depois, a chave para a cura e salvação a depende totalmente de seu passado. De um lado o romance histórico, de outro uma história sobrenatural, The Taker é uma história inesquecível sobre o poder do amor incondicional não apenas para elevá-lo e sustentá-lo, mas também para cegar e destruir — e como cada um de nós é responsável por encontrar o próprio caminho para a redenção.

O nome deste livro na versão americana é The Taker, que significa O Tomador. Eu achei bem mais favorável e bem escolhido Ladrão de Almas, porque ele é bem cabível para compreensão do livro, quando você for ler. Vai falar assim é verdade com certeza é o ladrão de almas.

Durante a leitura o livro se passa em dois tempos. Sendo que um deles é o atual onde conhecemos a personagem Luke, que é um médico de vida monótona e não sabe o quanto sua vida mudara quando uma menina ensanguenta entra no seu consultório que dizia ter assassinado um homem na floresta, Lanore. O Outro, narrado pela jovem Lanore — Lanny — é na época de machismo, onde tinha-se muitas tradições e dogmas religiosos, ela conta sua história de 1809 em uma cidade no interior do Maine, de como ela viveu tanto. E durante uma fuga ela vai contando sua história para o médico. Resumindo para não dar spoilers indesejáveis, e vocês não me baterem depois, durante o livro se passa várias (muitas) cenas eróticas — e, isso me deixou bastante impressionado porque eu nunca li um livro da editora com tais cenas. E, simplesmente amei, por outrora estava ficando chato, mas depois uau! A história bombou, me fez ler rapidamente "engolindo mesmo".

Surpreendente, fascinante, picante sexy, intrigante. Uau! Em vários momentos dos livros, eu lembrei da nossa personagem Juliett de Estilhaça-me. Pois, os pensamentos de Lanore muitas vezes confusos, e muitas vezes claros acabei comparando com a extra-humana. Afinal, as duas são seres sobre-humanos. O livro narra toda a história de modo bastante compreensível e com vários vocábulos, assim, não havendo tanta repetição de palavras. Apesar de não existir tanto diálogo no livro, confesso que ele acabou se tornando um dos meus favoritos. Uma outra coisa que também achei interessante foi o fato, da autora, Katsu, ter feito pesquisas sobre a cidadezinha do Maine, além de pesquisar também sobre as lendas de tal. 

Trilogia The taker
Ladrão de Almas - The taker (2011)
The Reckoning ( 2012)
The Descent (2013)

  1. Ai Jesus, agora você me deixou ainda mais ansiosa pra ler! Eu imaginei que o livro fosse bem bom, mas não pensei que era pra tanto! Adoro livros com toques "calientes", haha, e eu não imaginava que tinha essas cenas nesse livro. Ah, e a editora tá mesmo apostando em livros mais nesse estilo, porque um dos lançamentos de outubro é um livro "hot".
    Bjos!

    ReplyDelete
  2. Louca para ler esse livro, a capa é linda a sinopse perfeita e sua resenha deixa-nos com agua na boca de querer começar agora!
    Espero poder le-lo em breve!
    bjs
    blog Leitura de Ouro

    ReplyDelete
  3. Que resenha ótima ! Meu comentário veio depois de um dia, mas está aqui (:
    Vou comprar esse livro o mais tardar domingo ><

    ReplyDelete
  4. Eu não gosto deste livro... A capa, a sinopse... Algo nele me repele TOTALMENTE.
    Por isso estou pulando sua resenha, mesmo sabendo que este repelimento possa ser vencido. Meu foco literário não é este no momento...
    Beijos,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ReplyDelete
  5. Quero ler, quero ler, quero ler hehe

    Boa resenha

    bjos

    ReplyDelete
  6. nossa meu gostei da tua resenha hehe nem quero ler nem quero haha!
    bjãooo

    sonhos-perdiidos.blogspot.com/

    ReplyDelete
  7. Igor, você leu a sua própria resenha antes de postar?

    Como membro da bloguesfera você tem responsabilidades, tais como saber escrever bem para facilitar a vida dos seus leitores (que surpreendentemente são muitos), além de criticar os livros e ajudar a expandir o hábito de leitura.

    Eu sugiro que você releia, e releia MUITO, qualquer coisa antes de postar, porque textos, com erros como os seus, podem baixar sua credibilidade como resenhista.

    ReplyDelete