Resenha: "Como viver eternamente", de Sally Nicholls


Autora: Sally Nicholls
Editora: Geração
Páginas: 230
Avaliação: ★★★★★ 

Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.

O livro é de autoajuda, mas sinceramente é um livro muito bom. Eu amei o livro só isso que tenho pra falar.. Ele é tão feliz e tão triste ao mesmo tempo. Segue uma narrativa simples e fácil, engraçada também, com mistura de sorrisos e lágrimas. Eu ouvi por alto que a história era narrada em fatos reais, mas se for, é bem linda. 

Não é um livro digamos, triste e não procura abordar ou falar da morte. Como viver eternamente fala da vida, como diz o próprio Sam. Em cada página, cada parágrafo, ele tenta mostrar o quão a sua vida é boa e tentar aproveitar o máximo, por mais que você tenha uma doença ou que as pessoas falem que você não vá conseguir. É um livro extraordinário, perfeito.

Foi uma das primeiras obras que li da Editora, tanto quanto da autora. Mas só tenho a declarar que soube convencer o leitor e fazer que ele, sim, ficasse penetrado ali no livro. Só um ponto fraco que eu achei por deslize da Editora foi a capa, que não chama tanta atenção assim do leitor, que foi o meu caso, li por me recomendarem. E agora recomendo para você! 

  1. Muito bom mesmo esse livro. A resenha ficou ao mesmo nível do livro, parabéns! Vale a pena ler e sentir o momento da leitura, viajar na história do livro!!!

    ReplyDelete